Sistema de iniciação ao violino, viola e violoncelo audio visual (SIVA)

Autores

  • Alvaro Wagner Benedito Botechia Barbosa Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.8089

Palavras-chave:

Música. Violino. Didática. Iniciação

Resumo

Este trabalho descreve um sistema de iniciação ao estudo de instrumento de corda (violino-viola-violoncelo) – tomando como base disciplinar os dois tetracordes que formam a escala no modo maior. Como metodologia utilizamos o desenho da digitação em gráfico que utilizado junto ao pentagrama auxilia visualmente a identificação dos intervalos e memorização dos mesmos. O tetracorde inferior é idêntico ao superior nas escalas do modo maiores em nosso sistema musical. A digitalização das cordas quando iniciada a escala com corda solta ou primeiro dedo (indicador) torna igual os dois tetracordes em uma oitava. No modo maior o tetracorde inferior e superior (tom, tom, semitom) é sempre separado por tom um do outro. O estudo começa com todas as 20 notas naturais em Dó maior nas quatro cordas, primeiro com semibreve, mínimas e semínimas. O estudo das escalas e arpejos, que são a base de qualquer instrumento, começa pela 4ª corda, escala de Sol, 3ª corda Re e 2ª corda Si. A seguir (corda sol) La, Mi e Si maior. Segue preparação para as escalas iniciadas com o primeiro dedo na segunda posição, Do (2ª corda) Fá (3ª corda) e Sib (4ª corda). E assim terceira e demais posições, sempre procurando a referência dos dois tetracordes que formam nossas escalas. Depois de assimilado o modo maior, fica fácil a execução do modo menor. Em duas décadas de ensino desse sistema tem-se observado um desenvolvimento rápido e sólido dos alunos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alvaro Wagner Benedito Botechia Barbosa, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CIDDIC

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

BARBOSA, A. W. B. B. Sistema de iniciação ao violino, viola e violoncelo audio visual (SIVA). Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 346–347, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.8089. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8089. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 5 - Área de Desenvolvimento Humano e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)