Programa de qualidade de vida para funcionárias da UNICAMP

Autores

  • Mariângela Gagliardi Caro Salve Universidade Estadual de Campinas
  • Camila V. Teixeira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.8067

Palavras-chave:

Sedentarismo. Atividade física. Qualidade de vida

Resumo

A qualidade de vida apesar, de ser uma questão subjetiva, todo ser humano deseja adquirir ou manter níveis adequados. A partir do pressuposto que a prática da atividade física é fundamental para a aquisição e manutenção da qualidade de vida este estudo teve por objetivo verificar a influência de um programa de treinamento físico sobre os quatro domínios da qualidade de vida (físico, meio ambiente, relação social e psicológico). Utilizou-se o questionário WHOQOL-Abreviado da Organização Mundial da Saúde (OMS, 1998), devido a ampla aplicação e por englobar vários aspectos relacionados à QV. Participaram do programa 14 mulheres inicialmente sedentárias, com idade de 45,86 ± 10,45 anos, funcionárias da UNICAMP. As aulas tiveram duração de 60 minutos, e aconteceram 3x/semana, durante 16 semanas. Foram utilizados exercícios de alongamentos musculares, relaxamentos, caminhada e resistência muscular localizada. Os resultados aqui obtidos demonstram que a prática regular e sistematizada da atividade física atua positivamente na melhoria da qualidade de vida na população adulta ao apresentar aumento significativo nos domínios físico, psicológico e meio ambiente, comprovando a eficácia da intervenção sobre esses domínios da qualidade de vida

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariângela Gagliardi Caro Salve, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/FEF/Departamento de Ciências do Esporte

Camila V. Teixeira, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/FEF/Departamento de Ciências do Esporte

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

SALVE, M. G. C.; TEIXEIRA, C. V. Programa de qualidade de vida para funcionárias da UNICAMP. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 330–331, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.8067. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8067. Acesso em: 26 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 5 - Área de Desenvolvimento Humano e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)