Banner Portal
Da esperança ao luto
PDF

Palavras-chave

Tratamento médico. Insucesso. Dor

Como Citar

OTTORINO, Rosangela Ferreira; RIBEIRO, Arlete; CARVALHO, Ana Maria. Da esperança ao luto. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 347–348, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7955. Acesso em: 19 abr. 2024.

Resumo

O objetivo deste trabalho é descrever o momento triste dentro de um centro cirúrgico quando um paciente falece. Para o doente que esta em tratamento médico, a idéia de ser submetido a uma cirurgia é a sua última opção de cura. Durante a cirurgia pode acontecer intercorrências, tanto nas cirurgias eletivas de alto risco, como nas cirurgias de urgência (com risco eminente de morte). Todas as orientações sobre o procedimento são informadas ao paciente se este tiver consciente e orientado, bem como para seus familiares, os quais devem estar cientes e de acordo com os riscos e benefícios do procedimento. O paciente é enviado ao centro cirúrgico. Mesmo diante de todo suporte, tecnologia avançada, empenho dos profissionais da área médica e de apoio, o viver e o morrer estão numa linha tênue, que por razões que vão além do entendimento humano, a morte pode acontecer. Quando ocorre o insucesso, o que se observa é um pesar profundo diante de um silêncio de toda a equipe médica, cirúrgica e de enfermagem. Nessa ocasião, um médico da equipe deve se dirigir aos familiares para dar a notícia, existe um discurso que sempre sai engasgado: “Eu sinto muito, apesar de todos os esforços não foi possível reverter à situação do paciente, ele (a) não resistiu”. O que pode ser observado então são o choro, o desespero, a angustia e a dor.
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Rosangela Ferreira Ottorino, Arlete Ribeiro, Ana Maria Carvalho

Downloads

Não há dados estatísticos.