Banner Portal
Cheirinho de casa com gostinho de creche: uma experiência com sensações olfativas, gustativas, táteis e visuais no berçário da creche área de saúde
PDF

Palavras-chave

Creche. Bebê. Desenvolvimento. Saúde

Como Citar

CAMPOS, D. Cheirinho de casa com gostinho de creche: uma experiência com sensações olfativas, gustativas, táteis e visuais no berçário da creche área de saúde. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 337–338, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7947. Acesso em: 28 fev. 2024.

Resumo

Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento global da criança pequena num ambiente privilegiado de interações e descobertas, pensou-se em propiciar experiências e situações planejadas intencionalmente com bebês de quatro a doze meses recebidos pela creche área de saúde e suas famílias. Uma dessas atividades, realizada no ano de 2009, teve como princípio a exploração olfativa, gustativa, tátil e visual de sachês confeccionados em diversos tecidos e formas pelas professoras atuantes no berçário. Para isso, contou-se com a indispensável participação das famílias que contribuíram com as essências que compunham os sachês, dentre elas: chás aromáticos (camomila, erva-doce, erva-cidreira, morango, hortelã), canela em pau, folha de louro, cravo, orégano, lavanda, entre outros. A intenção era a de trazer para creche algo que já lhes era familiar e promover a socialização desses materiais e interação entre as crianças, além do desenvolvimento das percepções. Os sachês foram cuidadosamente pensados e confeccionados de forma que não houvesse risco de contato direto com as essências, já que algumas delas poderiam ser engolidas ou causar irritação em contato com olhos. Para isso, utilizou-se retalhos de tecidos recortados em diversos tamanhos e formas, manta acrílica e linha. Depois de prontos, alguns sachês foram pendurados como móbiles nos principais espaços utilizados pelos bebês: trocador, módulo e bebeteca. Além disso, alguns deles foram reservados para que fosse possível manuseá-los livremente. Com isso, possibilitou-se aos bebês uma variedade de sensações promovidas pela riqueza de cores, tamanhos, formas, cheiros e gostos, o que inevitavelmente contribui para seu desenvolvimento motor e cognitivo.
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Denise Campos

Downloads

Não há dados estatísticos.