Análise dos acidentes de trabalho envolvendo quedas na universidade estadual de Campinas

Autores

  • Rosineia Araujo Souza Universidade Estadual de Campinas
  • José Benedito dos Santos Souza Universidade Estadual de Campinas
  • Conceição Aparecida Silva Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7929

Palavras-chave:

Acidente de trabalho. Quedas.CIPA. CAT

Resumo

Os acidentes de trabalho envolvendo quedas representaram 24% dos acidentes analisados pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) no período de 2006 a 2009. Os estudos constataram que os acidentes mais frequentes com quedas envolveram os profissionais da área de saúde, sendo que dos 152 acidentes analisados, 52% dos acidentes ocorreram com os profissionais da área de enfermagem, 90% dos acidentes ocorreram com trabalhadores do sexo feminino, 50% dos acidentes com trabalhadores casados e 70% dos acidentes ocorreram com trabalhadores com idade acima de 38 anos. As áreas mais atingidas foram os membros inferiores com 47% e membros superiores com 23% das ocorrências, sendo que foram constatadas, ainda, múltiplas lesões em várias partes do corpo (30%). Como agente causador das quedas é apontado, ainda, o fato do chão estar encerado e/ou molhado (24%). Os locais de maiores incidência com acidentes envolvendo quedas foram as ruas, avenidas, estacionamentos e ponto de ônibus.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosineia Araujo Souza, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA)

José Benedito dos Santos Souza, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA)

Conceição Aparecida Silva, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA)

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

SOUZA, R. A.; SOUZA, J. B. dos S.; SILVA, C. A. Análise dos acidentes de trabalho envolvendo quedas na universidade estadual de Campinas. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 311–312, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7929. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7929. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 5 - Área de Desenvolvimento Humano e Qualidade de Vida