Banner Portal
Violência de gênero e sexual entre alunos de uma universidade pública do estado de São Paulo
PDF

Palavras-chave

Violência contra a mulher. Violência sexual. Ética. Estudantes universitários

Como Citar

ZOTARELI, Vilma; FAÚNDES, Anibal; OSIS, Maria José Duarte; DUARTE, Graciana. Violência de gênero e sexual entre alunos de uma universidade pública do estado de São Paulo. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 218–219, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7916. Acesso em: 26 maio. 2024.

Resumo

O objetivo foi avaliar a prevalência de violência de gênero e sexual, a associação entre atitude em gênero e em ética e a experiência de sofrer e perpetrar violência, entre alunos de uma universidade pública do Estado de São Paulo. Estudo descritivo de corte transversal, análise secundária dos dados da pesquisa “Freqüência e características da violência interpessoal entre alunos de graduação e pós-graduação de uma universidade paulista”. Analisaram-se respostas de 2430 universitários (as) a um questionário estruturado e pré- testado, respondido diretamente em arquivo computadorizado. Os dados foram coletados através do software livre LimeSurvey (LimeSurvey 1.49RC3). Realizaram-se análises bivariadas, aplicando o teste qui-quadrado e, posteriormente, foi realizada análise múltipla por regressão logística de Poisson. Dentre as alunas, 56,3% afirmaram ter sofrido algum tipo de violência desde seu ingresso na universidade, sendo 9,4% de violência sexual; 29,9% dos alunos disseram ter perpetrado algum tipo de violência, sendo 11,4% de gênero e 3,3% de violência sexual. Menores escores em atitude em ética associaram-se a maior probabilidade dos homens serem perpetradores de violência em geral, e especificamente de gênero. Residir com pais/parentes e professar alguma religião revelaram-se fatores protetores para homens e mulheres, tanto para sofrer quanto para perpetrar violência. Evidenciaram-se fatores associados à violência de gênero e sexual tanto no plano individual quanto em relação aos relacionamentos e à vida na comunidade universitária e na sociedade em geral, indicando a necessidade de intervir no meio universitário para prevenir e minorar esse problema.
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Vilma Zotareli, Anibal Faúndes, Maria José Duarte Osis, Graciana Duarte

Downloads

Não há dados estatísticos.