Relato do acompanhamento da pandemia de influenza a (H1N1)pelo centro de saúde da comunidade (CECOM/UNICAMP)

Autores

  • Rôse Clélia Grion Trevisane Universidade Estadual de Campinas
  • Rosana Vasques Rosa Universidade Estadual deCampinas
  • Edite Kazue Taninaga Universidade Estadual de Campinas
  • Goreti Coelho Stolf Universidade Estadual de Campinas
  • Maria Cristina Stolf Welle Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7907

Palavras-chave:

Influenza A (H1N1). Surto. Vigilância epidemiológica

Resumo

Devido a pandemia desencadeada pelo vírus de Influenza A (H1N1) iniciada em 24 de abril de 2009 no México e nos Estados Unidos da América, o Centro de Saúde da Comunidade (CECOM) manteve toda a sua equipe de profissionais da assistência e todos os administrativos, atualizados e preparados para o atendimento de possíveis casos suspeitos existentes na comunidade interna do campus e adotou medidas no ambiente de trabalho voltadas à prevenção para evitar possíveis danos aos trabalhadores. O atendimento dos casos sintomáticos respiratórios foi feito em guichê exclusivo, onde os pacientes foram orientados a colocar máscara cirúrgica e passar por avaliação com uma enfermeira e médico em consultório localizado em espaço contíguo, evitando-se assim a propagação do vírus pela unidade. Protocolos e fluxogramas de atendimento foram elaborados e implantados criteriosamente em todas áreas de atendimento (especialidades médicas, saúde mental, fisioterapia, odontologia, etc.). Além disto, o CECOM realizou várias ações de capacitação e informação aos funcionários da unidade. Por ser o responsável pelo atendimento de professores, alunos e funcionários adotou medidas preventivas e de educação direcionada à comunidade do campus, como palestras, elaboração de material educativo e assessorou áreas de atendimento aos usuários no campus. O acompanhamento estatístico realizado diariamente serviu para nortear a equipe quanto ao seguimento da pandemia, notificar os casos suspeitos e detectar surtos, ou seja, atuar em vigilância epidemiológica, na prevenção e controle, inclusive com coleta de exames dos casos identificados nos surtos, acompanhar contactuantes e ministrar palestras nas unidades onde ocorreram os surtos; seguimento dos sintomáticos respiratórios e casos confirmados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rôse Clélia Grion Trevisane, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CECOM

Rosana Vasques Rosa, Universidade Estadual deCampinas

UNICAMP/CECOM

Edite Kazue Taninaga, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CECOM

Goreti Coelho Stolf, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CECOM

Maria Cristina Stolf Welle, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CECOM

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

TREVISANE, R. C. G.; ROSA, R. V.; TANINAGA, E. K.; STOLF, G. C.; WELLE, M. C. S. Relato do acompanhamento da pandemia de influenza a (H1N1)pelo centro de saúde da comunidade (CECOM/UNICAMP). Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 238–239, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7907. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7907. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 4 - Área Médica e Biológicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4 > >>