Processo de obtenção do consentimento livre e esclarecido: opinião de mulheres

Autores

  • Silvana Aparecida Ferreira Bento Universidade Estadual de Campinas
  • Ellen Hardy Universidade Estadual de Campinas
  • Maria José Duarte Osis Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7886

Palavras-chave:

Consentimento informado. Ética. Processo de obtenção do consentimento informado

Resumo

No Brasil, a Resolução 196/96, determina que toda pesquisa que envolva seres humanos deve ter um termo de consentimento livre e esclarecido assinado. Esse termo deve ser obtido através de um processo que começa no primeiro contato do pesquisador com o possível participante e que continuará durante toda a pesquisa. O objetivo foi de apresentar a opinião de mulheres sobre como deve ser o processo de obtenção do consentimento informado quando convidadas a participar de um estudo sobre um método contraceptivo. Realizaram-se oito grupos focais com 51 mulheres, moradoras da Região Metropolitana de Campinas, que estavam ou haviam participado de um ensaio clínico na área de saúde da mulher nos doze meses anteriores ao estudo. Foi utilizado um roteiro temático para realizar os grupos focais. As discussões nos grupos foram gravadas, transcritas e realizada análise temática de conteúdo. Na opinião das participantes, em geral, quem deve convidar a mulher para participar de uma pesquisa deve ser um membro da equipe de pesquisa – e não o pesquisador responsável, por estar ocupado e distante da realidade das mulheres. As informações deveriam ser dadas oralmente e por escrito, individualmente e em grupo. As voluntárias de uma pesquisa devem ser informadas, entre outros aspectos, sobre os riscos, possíveis efeitos colaterais e desconfortos, inclusive em longo prazo. Sugeriram o uso de recursos audiovisuais nesse processo. O processo de obtenção foi visto como um meio de estabelecer um vínculo entre as voluntárias e o pesquisador/ equipe de pesquisa. As informações a serem fornecidas coincidem com as exigidas pela Resolução 196/96.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana Aparecida Ferreira Bento, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/FCM - Departamento de Tocoginecologia

Ellen Hardy, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/FCM - Departamento de Tocoginecologia

Maria José Duarte Osis, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/FCM - Departamento de Tocoginecologia

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

BENTO, S. A. F.; HARDY, E.; OSIS, M. J. D. Processo de obtenção do consentimento livre e esclarecido: opinião de mulheres. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 210–211, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7886. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7886. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 4 - Área Médica e Biológicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)