Banner Portal
Mudanças no consumo alimentar em coorte de mulheres
Sem título

Palavras-chave

Inquérito domiciliar. Alimentação. Consumo alimentar. Frequência de consumo. Estudo de coorte

Como Citar

CAMARGO, Daniele F. Mendes; SOUZA, Bruna Fernanda do Nascimento Jacinto; MARÍN-LEÓN, Letícia; CORRÊA, Ana Maria Segall. Mudanças no consumo alimentar em coorte de mulheres. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 185–185, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7863. Acesso em: 14 jul. 2024.

Resumo

O comportamento alimentar pode tanto influenciar o estado de saúde atual, como a probabilidade de desenvolvimento futuro de alguma doença, com maior ou menor precocidade. O objetivo foi avaliar o consumo alimentar de mulheres em idade fértil. Estudo de coorte realizado no distrito sudoeste do município de Campinas, com amostra de conveniência de 119 mulheres entre 19 e 39 anos de idade na primeira fase em 2004. A segunda fase foi realizada em 2008, sendo que ambas foi realizada entrevista domiciliar, utilizando questionário semi-estruturado. Comparou-se o consumo de diversos alimentos utilizando teste de χ² para comparação de proporções de consumo e frequência de alimentos, recomendados pela OMS. Houve um aumento significativo no consumo diário de leite (47,9 – 58%), iogurte (14,3 – 22,6%), ovos (32,8 – 36,9%), carnes (30,3% - 52,9) e legumes (47% - 62,2%). Por outro lado, essas mulheres passaram a consumir mais açúcar, café, margarina, e quase o triplo de salsicha (9,3 – 24,3%). Manteve-se o consumo diário de arroz, pão e feijão. O consumo de queijos e frutas permaneceu baixo. Observou-se também que metade das mulheres continua consumindo bolachas diariamente. Apesar do aumento no consumo de alimentos protéicos, persistem as deficiências no consumo de frutas, verduras e queijo, como também o consumo de alimentos de baixo ou de nenhum valor nutritivo. Aponta-se a necessidade de incentivo no consumo de frutas e hortaliças e melhoria das políticas públicas para aumentar o acesso a esses alimentos.
Sem título
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Daniele F. Mendes Camargo, Bruna Fernanda do Nascimento Jacinto Souza, Letícia Marín-León, Ana Maria Segall Corrêa

Downloads

Não há dados estatísticos.