Mudanças no consumo alimentar em coorte de mulheres

Autores

  • Daniele F. Mendes Camargo Universidade Estadual de Campinas
  • Bruna Fernanda do Nascimento Jacinto Souza Universidade Estadual de Campinas
  • Letícia Marín-León Universidade Estadual de Capinas
  • Ana Maria Segall Corrêa Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7863

Palavras-chave:

Inquérito domiciliar. Alimentação. Consumo alimentar. Frequência de consumo. Estudo de coorte

Resumo

O comportamento alimentar pode tanto influenciar o estado de saúde atual, como a probabilidade de desenvolvimento futuro de alguma doença, com maior ou menor precocidade. O objetivo foi avaliar o consumo alimentar de mulheres em idade fértil. Estudo de coorte realizado no distrito sudoeste do município de Campinas, com amostra de conveniência de 119 mulheres entre 19 e 39 anos de idade na primeira fase em 2004. A segunda fase foi realizada em 2008, sendo que ambas foi realizada entrevista domiciliar, utilizando questionário semi-estruturado. Comparou-se o consumo de diversos alimentos utilizando teste de χ² para comparação de proporções de consumo e frequência de alimentos, recomendados pela OMS. Houve um aumento significativo no consumo diário de leite (47,9 – 58%), iogurte (14,3 – 22,6%), ovos (32,8 – 36,9%), carnes (30,3% - 52,9) e legumes (47% - 62,2%). Por outro lado, essas mulheres passaram a consumir mais açúcar, café, margarina, e quase o triplo de salsicha (9,3 – 24,3%). Manteve-se o consumo diário de arroz, pão e feijão. O consumo de queijos e frutas permaneceu baixo. Observou-se também que metade das mulheres continua consumindo bolachas diariamente. Apesar do aumento no consumo de alimentos protéicos, persistem as deficiências no consumo de frutas, verduras e queijo, como também o consumo de alimentos de baixo ou de nenhum valor nutritivo. Aponta-se a necessidade de incentivo no consumo de frutas e hortaliças e melhoria das políticas públicas para aumentar o acesso a esses alimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniele F. Mendes Camargo, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/FCM - Departamento de Medicina Preventiva e Social

Bruna Fernanda do Nascimento Jacinto Souza, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/FCM - Departamento de Medicina Preventiva e Social

Letícia Marín-León, Universidade Estadual de Capinas

UNICAMP/FCM - Departamento de Medicina Preventiva e Social

Ana Maria Segall Corrêa, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/FCM - Departamento de Medicina Preventiva e Social

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

CAMARGO, D. F. M.; SOUZA, B. F. do N. J.; MARÍN-LEÓN, L.; CORRÊA, A. M. S. Mudanças no consumo alimentar em coorte de mulheres. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 185–185, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7863. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7863. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Eixo 4 - Área Médica e Biológicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)