Banner Portal
Avaliação espermática como ferramenta para otimizar técnicas de reprodução assistida com camundongos transgênicos
PDF

Palavras-chave

Contagem de espermatozóides. Reprodução assistida. Linhagens

Como Citar

SALGADO, Andréia Ruis. Avaliação espermática como ferramenta para otimizar técnicas de reprodução assistida com camundongos transgênicos. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 163–164, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7822. Acesso em: 20 abr. 2024.

Resumo

A avaliação da concentração de espermatozóides permite identificar o estado e desempenho reprodutivo animal, podendo ser útil na reprodução em laboratório. Este trabalho tem como objetivo avaliar a quantidade de espermatozóides entre machos virgens e reprodutores oriundos das áreas de criação do CEMIB/UNICAMP, com vistas a otimizar protocolos de reprodução assistida empregados em linhagens transgênicas com perdas reprodutivas. Para tanto, foram observados a concentração, motilidade e morfologia, variáveis essenciais à reprodução assistida. No presente estudo foram coletados os dois epidídimos e o canal deferente de machos das linhagens C57BL/6, BALB/c e híbrido B6C-F1. Para a realização da técnica, os órgãos foram depositados em 150ul de meio HTF, picotados para a saída dos espermatozóides e transferidas para estufa a 36°C com 5% de CO2 por cinco minutos. O meio com os espermatozóides foi recolhido e alojado em tubos de 0,5ml. Para a contagem em câmara de Neubauer, uma alíquota recebeu formalina carbonatada 2,5%. Foram observadas as seguintes quantidades de espermatozóides por animal: C57BL/6 reprodutor = 208x106 ; virgem = 104x106 ; BALB/c reprodutor = 118x106 e virgem = 78x106 ; B6C-F1 reprodutor = 179x106 ; virgem = 102x106 . Os resultados demonstraram uma diferença significativa no nº de espermatozóides, tanto entre as linhagens como na comparação entre machos virgens e reprodutores, demonstrando que a análise seminal é essencial à Fertilização In Vitro (FIV) para modelos animais geneticamente modificados e que os parâmetros analisados convencionalmente (concentração, motilidade e morfologia) não revelam defeitos mais sutis dos espermatozóides, como imprinting genômico e a fragmentação de DNA.
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Andréia Ruis Salgado

Downloads

Não há dados estatísticos.