Análise da resistência à doença de chagas experimental em camundongos: estudos em linhagens consômicas

Autores

  • Viviane Liotti Dias Universidade Estadual de Campinas
  • Ana Paula Gimenes Universidade Estadual de Campinas
  • Andréia Ruis Salgado Universidade Estadual de Campinas
  • Marcus A. Finzi Corat Universidade Estadual de Campinas
  • Luiz Augusto Corrêa Passos Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7811

Palavras-chave:

Doença de chagas. Camundongo. Linhagem consômica

Resumo

Estudos com infecção experimental em camundongos com a Cepa Y de Trypanosoma cruzi demonstraram no passado que os cromossomos 7, 11, 14, 17 e 19 têm importância na resistência à Doença de Chagas (Passos, 2003 e Graefe, 2003). Para entender a influência destes cromossomos em separado e a sua interação na resistência, foram produzidas linhagens consômicas a partir de camundongos isogênicos de fenótipo susceptível (A/J Unib) e resistente (C57BL/6 Unib). Os animais estão sendo desafiados com doses de 101 , 102 , 103 e 104 formas de parasitos para acompanhamento da parasitemia, mortalidade e sobrevivência. Os resultados obtidos até o momento indicam que os animais consômicos para o cromossomo 7 tiveram 65% de sobrevivência com 101 e 35% com 103 formas. O cromossomo 19 apresentou 20% de sobrevivência para a dose de 101 . Consômicos para os cromossomos 11, 14 e 17 não sobreviveram. Porém, o cruzamento entre estas linhagens produziram os seguintes resultados: animais do Cr7 x Cr11 tiveram 5% de sobrevivência com dose de 103 ; Cr7 x Cr19 , 42% com 101 e até 5% com 104 ; Cr11 x Cr19, 15% de sobrevivência com 101 . Pudemos concluir com estes resultados parciais que o cromossomo 7 tem a maior participação na resistência. Quando em interação com o cromossomo 19 parece levar a sobrevivência até doses maiores. O cromossomo 11, quando do cruzamento com os cromossomos 7 e 19 reduziu a sobrevivência dos animais com todas as doses.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviane Liotti Dias, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CEMIB - Laboratório de Genética

Ana Paula Gimenes, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CEMIB - Laboratório de Genética

Andréia Ruis Salgado, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CEMIB - Laboratório de Genética

Marcus A. Finzi Corat, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CEMIB - Laboratório de Genética

Luiz Augusto Corrêa Passos, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CEMIB - Laboratório de Genética

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

DIAS, V. L.; GIMENES, A. P.; SALGADO, A. R.; CORAT, M. A. F.; PASSOS, L. A. C. Análise da resistência à doença de chagas experimental em camundongos: estudos em linhagens consômicas. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 219–220, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7811. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7811. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 4 - Área Médica e Biológicas

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>