Editorial de jornal: um gênero estável ou instável?

Autores

  • Francisco Alves Filho Universidade Estadual de Campinas
  • Lafity dos Santos Silva Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7773

Palavras-chave:

Gêneros do discurso. Editorial. Estabilidade. Instabilidade

Resumo

Como um gênero particular, o editorial de jornal funciona como uma ferramenta utilizada pelas instituições jornalísticas com propósitos comunicativos variados. Partindo disso, o objetivo desse trabalho é analisar comparativamente editoriais produzidos por instituições jornalísticas diferentes de modo a se explicar os processos de estabilidade e instabilidade que atuam nesse gênero. Para tanto foi feita uma análise comparativa entre os jornais Diário do Povo do Piauí e O Dia, ambos da cidade de Teresina. Foi possível constatar que há significativas diferenças no corpus analisado, sendo os editoriais do jornal Diário do Povo do Piauí, em geral, destituídos de teor opinativo e detentores de características similares às do gênero notícia de jornal. Diferentemente, os editoriais do jornal O Dia caracterizam-se por emitirem à sociedade uma opinião de forma explícita, deixando evidente uma apreciação axiológica. O gênero editorial de jornal apresenta evidente instabilidade, sobretudo quando observado em instituições diferentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco Alves Filho, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/IEL

Lafity dos Santos Silva, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/IEL

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

ALVES FILHO, F.; SILVA, L. dos S. Editorial de jornal: um gênero estável ou instável?. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 142–143, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7773. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7773. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Área de Ciências Humanas e Artes