Banner Portal
Estudo de traços de partículas alfa em detetores cr-39 utilizando-se microscopias de força atômica, eletrônica de varredura e óptica
PDF

Palavras-chave

Traços alfa. CR-39. MFA. MEV. Espectrometria alfa. Microscopia óptica

Como Citar

IUNES, Pedro J.; PALISSARI, Rosane; HADLER, Julio C. Estudo de traços de partículas alfa em detetores cr-39 utilizando-se microscopias de força atômica, eletrônica de varredura e óptica. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 87–87, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7732. Acesso em: 15 jul. 2024.

Resumo

O objetivo deste trabalho é o estudo das propriedades dos traços de partículas alfa em detetores do tipo CR-39. As diferentes técnicas usadas para análise foram Microscopia de Força Atômica (MFA), Microscopia Eletrônica de Varredura (MEV) e Microscopia Óptica (MO). Os diâmetros dos traços foram medidos por estas técnicas sob diferentes tempos de ataque químico (condições do ataque foram 6.25 M NaOH à 70°C). Os únicos traços considerados foram aqueles com incidência normal e suas profundidades foram medidas por MFA. Os diâmetros dos traços foram estimados por extrapolação da curva de ataque químico. Considerou-se um modelo geométrico simplificado para a evolução do traço com o tempo de ataque e pode-se estudar a função resposta, que caracteriza o defeito estrutural local causado pela partícula e todos os parâmetros associados com o ataque químico. Além disso, foram feitas comparações entre todas as técnicas e a diferenciação entre traços e defeitos.
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Pedro J. Iunes, Rosane Palissari, Julio C. Hadler

Downloads

Não há dados estatísticos.