Capacitação de recursos humanos para a divisão de análises de resíduos - centro pluridisciplinar de pesquisas químicas, biológicas e agrícolas - CPQBA - UNICAMP

Autores

  • Marcelo Watanabe Universidade Estadual de Campinas
  • Nadia Regina Rodrigues Universidade Estadual de Campinas http://orcid.org/0000-0002-5524-9781
  • Ana Paula Ferreira Souza Universidade Estadual de Campinas
  • Paulo Rubbo Universidade Estadual de Campinas
  • Alda Mara Ferreira Silva Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7640

Palavras-chave:

Capacitação. Treinamento. Boas práticas de laboratório

Resumo

Um dos principais objetivos e presente preocupação da Divisão de Análises de Resíduos do CPQBA da UNICAMP é a capacitação de uma equipe para executar análises de resíduos contaminantes intencionais e não intencionais em produtos agrícolas e para isso é necessário treinamento adequado. Entre muitos fatores que envolvem o desempenho e a qualidade das atividades e das análises dentro do laboratório estão a capacitação de estagiários, bolsistas e funcionários. Muito mais importante que recursos tecnológicos de última ponta e insumos de elevado custo são as Boas Práticas de Laboratório (BPL), reflexos das atitudes tomadas perante as atividades rotineiras ou não, recorrentes do dia a dia do profissional. Para isso a Divisão possui uma sistemática redigida em forma de documentos desde a apresentação da estrutura física do prédio, procedimentos técnicos, metodológicos e administrativos descrevendo como cada atividade é realizada dentro dos padrões pré- estabelecidos. Uma vez aprovado o novo membro da equipe, através de um processo de seleção, inicia-se de forma gradual e sistemática um treinamento, possibilitando a apresentação da importância de cada atividade e necessidade de padronização da mesma atividade caso for executada por mais de uma pessoa. A cada etapa devidamente executada e acompanhada documenta-se a plena aptidão do profissional em executar determinada tarefa. Como conseqüência de um sistema organizado de acordo com a BPL o integrante da equipe passa a adotar uma postura profissional tendo o comprometimento, o trabalho em equipe e a organização, como hábitos, requisitos indispensáveis e exigidos no mercado de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Watanabe, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP

Nadia Regina Rodrigues, Universidade Estadual de Campinas

Atualmente é pesquisador da Universidade Estadual de Campinas, coordenadora da Divisão de Química Analítica do CPQBA/UNICAMP com experiência na área de Química, com ênfase em Instrumentação Analítica, atuando principalmente nos seguintes temas: Meio Ambiente, resíduos de agrotóxicos em produtos agrícolas e solos, OGM, micotoxinas e gestão da qualidade.

Ana Paula Ferreira Souza, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP

Paulo Rubbo, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP

Alda Mara Ferreira Silva, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

WATANABE, M.; RODRIGUES, N. R.; SOUZA, A. P. F.; RUBBO, P.; SILVA, A. M. F. Capacitação de recursos humanos para a divisão de análises de resíduos - centro pluridisciplinar de pesquisas químicas, biológicas e agrícolas - CPQBA - UNICAMP. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 47–48, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7640. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7640. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 1 - Administração e Gestão