Banner Portal
As parcerias institucionais como estratégia de desenvolvimento de benefícios espontâneos
PDF

Palavras-chave

Parcerias e alianças. Desenvolvimento. Benefícios espontâneos

Como Citar

LINS, Edison Cardoso; COMUNALLE JÚNIOR, Armando; OLIVEIRA, José Rodrigues de; CESÁRIO, Selma Silva. As parcerias institucionais como estratégia de desenvolvimento de benefícios espontâneos. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 51–51, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7630. Acesso em: 25 jun. 2024.

Resumo

O presente trabalho aborda as parcerias institucionais como uma estratégia de desenvolvimento de benefícios espontâneos. Esse tipo de trabalho, que tem se mostrado satisfatório – devido às conquistas obtidas, que refletem em qualidade de vida aos funcionários – deve ser estimulado para propiciar, cada vez mais, que se abra um leque diversificado de parcerias. É importante destacar que as parcerias devem ser encaradas como um desafio, uma vez que consistem em selecionar os parceiros, avaliar os riscos e identificar os fatores que justifiquem a ação. Após essa análise e, ao verificar a viabilidade, os resultados conquistados permitem às organizações envolvidas um crescimento em sua frente de atuação (em tamanho, em recursos, em área geográfica e no aumento de serviços oferecidos, por exemplo). O resumo enfatiza algumas parcerias entre o GGBS e Instituições de Ensino Superior - IES, como também parcerias entre o Serviço Social do Comércio – SESC e com o Serviço Social da Indústria – SESI, que viabilizam benefícios espontâneos, refletindo, dessa forma, em melhor qualidade de vida aos funcionários.
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Edison Cardoso Lins, Armando Comunalle Júnior, José Rodrigues de Oliveira, Selma Silva Cesário

Downloads

Não há dados estatísticos.