Ações intersetores para a formação de um centro de memória pesquisa da faculdade de ciências médicas

Autores

  • Emilton Barbosa de Oliveira Universidade Estadual de Campinas
  • Neide do Rossio Martins Universidade Estadual de Campinas
  • Sinezio Jose Dechichi Universidade Estadual de Campinas
  • Maria Aparecida Marques Silveira Universidade Estadual de Campinas
  • Fabio Rodrigo Pinheiro da Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Celene Riul Gaal Unviersidade Estadual de Campinas
  • Ivan Luiz Martins Franco do Amaral Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.7623

Palavras-chave:

Memória. Historia da ciências. Saúde

Resumo

A FCM/UNICAMP funciona desde 1963, atuando em todas as áreas do conhecimento das ciências da saúde, no ensino de graduação, pós-graduação, na pesquisa, na extensão e na assistência. A sua produção científica publicada é tratada e colocada a disposição à pesquisa. Entretanto, os documentos primários, produzidos por pesquisadores e cientistas, que dão origem a publicações, com o tempo se perdem ou o que se mantém são mal conservados e indisponíveis. Cientistas e docentes se ressentem da falta de bases primárias de pesquisa, que subsidiem reflexões durante o ensino da história das ciências da saúde ou em revisões do conhecimento. Objetivo: demonstrar o desenvolvimento dos projetos de gestão documental que vem se desenvolvendo na faculdade, visando a organização e disponibilização o acesso de seus documentos arquivísticos, o projeto de criação do Centro de Memória e Pesquisa em Ciências da Saúde Metodologia: utilizou - se de ações metodologicas intersetoriais (Siarq, FCM) integrando ainda ações administrativas e metodologia científica arquivística e históricas na obtenção de resultados de pesquisa e gestão documental conforme portaria DFCM 012/06 de 8 de agosto de 2006 e indicação de um grupo de 49 Livro de Resumos do II SIMTEC - Simpósio de Profissionais da Unicamp estudos Historia das Ciências da Saúde. Resultados: é a formação de uma entidade que deverá reunir, tratar, preservar e dispor ao acesso acervos documentais produzidos por cientistas e pesquisadores, aberto ao público e integrado a sistemas de informação on line de pesquisa. Priorizando acervos retrospectivos, que precisam urgentemente de preservação e seu estado atual de implantação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Emilton Barbosa de Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

FCM/UNICAMP

Neide do Rossio Martins, Universidade Estadual de Campinas

SIARQ/UNICAMP

Sinezio Jose Dechichi, Universidade Estadual de Campinas

FCM/UNICAMP

Maria Aparecida Marques Silveira, Universidade Estadual de Campinas

SIARQ/UNICAMP

Fabio Rodrigo Pinheiro da Silva, Universidade Estadual de Campinas

SIARQ/UNICAMP

Celene Riul Gaal, Unviersidade Estadual de Campinas

SIARQ/UNICAMP

Ivan Luiz Martins Franco do Amaral, Universidade Estadual de Campinas

FCM/UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

OLIVEIRA, E. B. de; MARTINS, N. do R.; DECHICHI, S. J.; SILVEIRA, M. A. M.; SILVA, F. R. P. da; GAAL, C. R.; AMARAL, I. L. M. F. do. Ações intersetores para a formação de um centro de memória pesquisa da faculdade de ciências médicas. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 48–48, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.7623. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7623. Acesso em: 27 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 1 - Administração e Gestão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)