A atuação do profissional da tecnologia da informação na gestão de documentos de arquivos e centros de documentação

Autores

  • Humberto Celeste Innarelli Universidade Estadual de Campinas-

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7615

Palavras-chave:

Gestão documental. Preservação digital. Formação profissional

Resumo

As instituições arquivísticas e centros de documentação estão passando por um processo de incorporação das novas tecnologias da informação e comunicação em seu ambiente, o que parecia ser um apoio ao gerenciamento da documentação passou a ser objeto do arquivo, pois os documentos digitais atualmente fazem parte de sua realidade. Neste caso, os sistemas informatizados e as informações geradas passam a ser consideradas meio e fim, visto que, a tecnologia apoia a gestão documental e no caso dos documentos digitais compõe o próprio documento. Originalmente, por desconhecimento e/ou negligência, foi atribuído aos profissionais da tecnologia da informação e comunicação a responsabilidade de gerar, gerenciar e preservar este novo tipo de documento, pois os profissionais da arquivística e áreas afins desconheciam, não só o potencial das tecnologias da informação e comunicação, mas a existência do próprio documento digital. Neste meio tempo, os documentos digitais ficaram sob responsabilidade de profissionais que não tem formação para entender a teoria e a prática em relação às informações e aos documentos gerados e gerenciados pelos sistemas de informação que desenvolveram. O fato da gestão documental ficar a cargo dos profissionais da tecnologia pode ter sido um dos maiores equívocos relacionados a documentação digital, pois muitos documentos foram alterados e perdidos nos processos de migração de sistemas e formatos, além daqueles perdidos em consequência da obsolescência tecnológica e falta de confiabilidade da mídia digital. Diante desta realidade, cabe as instituições o estabelecimento de políticas de preservação digital, tendo em vista a preservação de seu patrimônio digital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Humberto Celeste Innarelli, Universidade Estadual de Campinas-

Possui graduação em Tecnologia em Processamento de Dados pela Faculdade de Tecnologia Americana (FATEC-AM - 1998), especialização em Educação, Interdisciplinaridade e Novas Tecnologias pela ACTA Cursos de Pós-Graduação (ACTA - 2001), mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual de Campinas (FEM/UNICAMP - 2006) e doutorado em Ciência da Informação pela Universidade de São Paulo (ECA/USP - 2015). Atualmente é profissional de Tecnologia da Informação e Comunicação e diretor técnico do Arquivo Edgard Leuenroth do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (AEL/IFCH/UNICAMP), professor associado da Faculdade de Tecnologia de Americana (FATEC-AM), professor convidado do curso de extensão de Introdução à Política e ao Tratamento dos Arquivos da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), membro correspondente da Câmara Técnica de Documentos Eletrônicos do Conselho Nacional de Arquivos (CTDE/CONARQ) e membro da Comissão Técnica de Implementação e Treinamento junto ao Comitê Gestor Sistema Unificado de Gestão Arquivística de Documentos e Informações do Governo do Estado de São Paulo (SPDoc). Atuou como analista de sistemas e administrador de rede no Arquivo Central do Sistema de Arquivos da Universidade Estadual de Campinas (AC/SIARQ/UNICAMP), como membro do Grupo de Trabalho de Documentos Arquivísticos Digitais do Governo do Estado de São Paulo (APESP), como membro do Conselho Educacional do Centro Nacional de Desenvolvimento do Gerenciamento da Informação (CENADEM) e como professor da Universidade Paulista (UNIP). Publicou em 2012 o livro Instrumenta: Preservação de Documentos Digitais e em 2007, juntamente com Santos, B. V. e Sousa, R. T., o livro Arquivística: temas contemporâneos, onde também aborda o tema preservação digital.

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

INNARELLI, H. C. A atuação do profissional da tecnologia da informação na gestão de documentos de arquivos e centros de documentação. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 49–50, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7615. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7615. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 1 - Administração e Gestão