A terceirização e os trabalhadores do serviço público

Autores

  • José Petrucio Medeiros da Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Aparecida Mari Iguti Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.7606

Palavras-chave:

Terceirização. Globalização. Precarização

Resumo

Globalização das economias, internacionalização da produção e reestruturação produtiva do capital são componentes do projeto neoliberal que implicam em enormes pressões aos Estados Nacionais, que se vêem obrigados, direta ou indiretamente (FMI, Banco Mundial) a promover “ajustes” nas suas políticas econômicas e sociais. No bojo do “Estado mínimo”, com a redução e atividades-fim, são feitos os “enxugamentos” com redução de quadros dos funcionários públicos estáveis, substituídos por terceiros. A adoção dessa política produz impactos aos trabalhadores públicos diretos e aos trabalhadores com outras relações de trabalho. Objetivo: O propósito deste trabalho é de descrever o processo de transformação a que está sujeita a categoria dos “trabalhadores públicos municipais” frente à adoção das políticas de cunho neoliberal adotadas pelo Estado brasileiro. Metodologia: Trata-se de pesquisa exploratória, de abordagem qualitativa, com o levantamento do perfil de trabalhadores municipais, e de sua relação com os terceirizados para as mesmas funções. Resultados: Os resultados preliminares indicam tratar-se de uma categoria em envelhecimento, ameaçada de extinção, pelo processo de terceirização que sistematicamente os substitui pelos terceirizados. Além do perfil mais jovem dos ‘novos’, os salários são mais baixos e a rotatividade, mais alta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Petrucio Medeiros da Silva, Universidade Estadual de Campinas

FCM/UNICAMP

Aparecida Mari Iguti, Universidade Estadual de Campinas

FCM/UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

SILVA, J. P. M. da; IGUTI, A. M. A terceirização e os trabalhadores do serviço público. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 46–46, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.7606. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7606. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 1 - Administração e Gestão