Banner Portal
Manejo de drogas vasoativas em UTI adulto
PDF

Palavras-chave

"Drogas vasoativas". " Iatrogenia medicamentosa". "Assistência de enfermagem em UTI". "Estresse em UTI". "Biotecnologia"

Como Citar

FERREIRA, Elisangela Aparecida Ludovico. Manejo de drogas vasoativas em UTI adulto. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 321–321, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7502. Acesso em: 19 jun. 2024.

Resumo

As drogas vasoativas ocupam importante papel terapêutico para pacientes em unidade de terapia intensiva (UTI). Podem-se considerar drogas vasoativas, aquelas que apresentam efeitos vasculares periféricos, pulmonares ou cardíacos diretos ou indiretos e que atuem em pequenas doses, de efeito rápido e curto. No processo de trabalho de enfermagem, podem ocorrer iatrogenias que tem o potencial de reduzir a segurança dos pacientes. Dentre o universo possível de iatrogenias, ocorridas na UTI, uma delas está relacionada à medicação, uma vez que, ante a gravidade do quadro clínico normalmente apresentado pelos pacientes, passa a ser imperativa a administração de diferentes medicamentos. Objetivos: Avaliar quais os agentes vasoativos mais utilizados em UTI, as possíveis iatrogenias relacionado ao manejo dessas drogas bem como a influência do estresse e da biotecnologia. Metodologia: Estudo bibliográfico, descritivo, retrospectivo. A coleta de dados foi realizada em artigos contidos na base de dados: Lilacs e Scielo. Os critérios adotados para a seleção das fontes foram: artigos periódicos publicados no período de 2000 a 2009. Resultados: Os artigos demonstraram que os enfermeiros possuem domínio condizente com o preconizado pela literatura para o manejo dos agentes vasoativos. Os estudos apontaram como fatores causais de iatrogenia na UTI a sobrecarga de trabalho, número insuficiente de profissionais, problemas com materiais e equipamentos, bem como à condição clínica dos pacientes, prescrição médica ilegível, ruídos advindos dos aparelhos que elevam o nível de estresse, prática do duplo emprego, renovação de equipamentos eletroeletrônicos, exigindo novas tecnoloias de cuidar dos enfermeiros e busca pela qualificação. 
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Elisangela Aparecida Ludovico Ferreira

Downloads

Não há dados estatísticos.