Vivências arteterapêuticas e cidadania

Autores

  • Silvana Di Blásio Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7465

Palavras-chave:

Arteterapia. Desenvolvimento. Integração

Resumo

O oferecimento de vivências de arteterapia, pela Seção de Apoio e Desenvolvimento do Profissional/RH, reflete a busca de ações para a melhoria da qualidade de vida dos funcionários, procurando estar em consonância com o PLANES do CAISM. A arteterapia é uma estratégia de intervenção terapêutica que visa promover qualidade de vida ao ser humano por meio da utilização de recursos artísticos. Segundo Lynn Kapitan, a arte é um ato de transformação da consciência crítica, conceito que alinhava os objetivos da sociologia com os da arteterapia. Ainda segundo a autora, a arteterapia é uma intervenção terapêutica ou transformadora, tendo a arte como suporte, estando direcionada para as necessidades da comunidade e organizacionais. Entre 2011 e 2012 foram realizados 8 grupos de vivência arteterapêutica, em dois diferentes serviços no CAISM, contemplando 56 funcionários. Foram oficinas com duração de 1h, com a utilização de materiais artísticos tais como giz de cera, tinta guache, canetas hidrocor, cartolina, cola, matérias orgânicas (folhas, flores), etc.As intervenções tiveram como objetivos: proporcionar o extravasamento de tensões, como preparação para o encontro semestral de um dos serviços, favorecendo um ambiente propício à participação dos funcionários; no outro serviço, criar um ambiente propício à integração dos funcionários, que estavam sob a supervisão de uma nova gerente. A Arteterapia oportunizou a expressão artística de cada participante, desencadeando depoimentos pessoais que contribuíram para que se estabelecesse um ambiente com maior consciência dos sentimentos de cada um e sua relação com o cotidiano do trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvana Di Blásio, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

DI BLÁSIO, S. Vivências arteterapêuticas e cidadania. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 282–282, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7465. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7465. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida