Por uma escola aberta às diferenças: a inclusão na DEdIC

Autores

  • Francisca Paula Toledo Monteiro Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7438

Palavras-chave:

Educação. Inclusão. Diferenças. Formação

Resumo

O Centro Interno de Estudos, Memória e Pesquisas da Infância – CIEMPI foi criado em 2010 para apoiar a transformação dos serviços de assistência aos filhos e filhas dos servidores e servidoras da Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, em atendimento ao direito da criança à Educação Infantil como primeira etapa da educação básica. 
Inicia-se, assim, a formação específica para professores de educação infantil e em 2011, com a participação representativa de todos os professores e professoras DEdIC, formam-se comissões de estudos e trabalho para rever as concepções de infância, de educação e de escola em busca de referenciais de qualidade para uma escola aberta às diferenças. Como referenciado por Borges (2010), a formação profissional específica e em contexto é indispensável e a metodologia de projetos utilizada propicia o envolvimento de todos os artífices da educação: professores, crianças, famílias, gestores e comunidade. Assim, em continuidade, instituímos o projeto “Construindo uma escola aberta às diferenças: a inclusão na DEdIC”. Em 2012, as ações se dão através de grupos de estudos e estudos de caso, além da documentação pedagógica, como registro, reflexão e transformação de nossa prática.
Os resultados se concretizam através de 09 grupos de estudos mensais; 18 estudos de caso, com transformações da prática para a inclusão das crianças; formação específica para professoras e coordenadoras em LIBRAS, Educação Musical, Alfabetização e Letramento, entre outras.
Nossa meta: o credenciamento da DEdIC junto à Secretaria de Educação como proposto na LDBEN: a educação infantil como primeira etapa da educação básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisca Paula Toledo Monteiro, Universidade Estadual de Campinas

Graduada em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2002) e Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2008). Psicanalista. Professora na Divisão de Educação Infantil e Complementar da Universidade Estadual de Campinas. Experiência em formação de professores (as) alfabetizadores e docência em cursos de pós graduação da PUC MINAS/ Poços de Caldas; ATUALIZE/Faculdade Espírita de Curitiba, UNIFEOB São João da Boa Vista, SP e IASP Hortolândia, SP. Atuação nos seguintes temas: alfabetização e letramento na educação infantil, séries iniciais e EJA, inclusão social, educação e psicanálise.

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

MONTEIRO, F. P. T. Por uma escola aberta às diferenças: a inclusão na DEdIC. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 255–255, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7438. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7438. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida