Perfil da saúde e qualidade de vida de servidores das áreas da saúde da UNICAMP

Autores

  • Carlos Aparecido Zamai Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7434

Palavras-chave:

Qualidade de vida. Servidores da UNICAMP. Fatores de risco

Resumo

A literatura da área tem apontado que os fatores de riscos e as doenças crônicas não transmissíveis tem acometido milhares de pessoas, entre eles colaboradores das empresas, organizações e setores público, como é o caso da Unicamp também. Em estudo foi realizado em 2011 e 2012 abrangendo 1500 pessoas das áreas da saúde através de um questionário sobre saúde e qualidade de vida, encontramos resultados como: riscos cardíacos 30,4; osteoporose 21,7; diabetes 29,9; hipertensão arterial 59,3; artrose 21,7; artrite 16,4, bem como dores abrangendo várias partes do corpo (cabeça, ombro, braços, costas e pernas). Este trabalho teve como objetivo identificar e analisar fatores de risco, as dores articulares e as doenças crônicas não transmissíveis entre servidores das áreas da saúde da Unicamp, sendo HC, Caism, FCM e Hemocentro e Cecom totalizando um N de 1.508 sujeitos. Verifica-se mais uma vez uma alta incidência de dores, fatores de riscos e doenças crônicas não transmissíveis entre servidores, mas também a necessidade de ampliação da divulgação e de campanhas internas junto a estas áreas para conscientização sobre a prática de atividades físicas no âmbito da universidade. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Aparecido Zamai, Universidade Estadual de Campinas

Graduado pela Faculdades Asmec, mestrado e doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas. Trabalho como Profissional Especializado em pesquisa no Laboratório de Avaliação Postural desde 1988 na Faculdade de Educação Física-Unicamp); Professor Titular da Universidade Paulista ? Campinas, Limeira e Sorocaba (Disc.: Metodologia científica,trabalho de conclusão de curso, tópicos de atuação profissional, educação física no ensino fundamental e médio, estrutura e funcionamento do ensino, didática geral e específica, prática de ensino e estágio supervisionado). Coordenador de curso na Faculdade Politec e professor das disciplinas de metodologia da pesquisa e didática geral. Tem experiências na área de Educação desde 2001, atuando e pesquisando temas como: atividade física e saúde, professores de educação física, nível de conhecimento, sobrepeso e obesidade entre escolares, qualidade de vida e atividade física entre crianças e jovens. Ministrou aulas no Centro Universitário de Votuporanga (2001 - cursos de pedagogia e educação física e fisioterapia); Faculdade ASMEC - Ouro Fino-MG (pedagogia e educação física 2004 e 2005); Instituto de Ensino Superior de Campinas (2006 - Pedagogia); na Universidade Paulista em Campinas, Jundiaí, Sorocaba e Limeira (licenciatura em educação física desde 2004); Ministrou módulo de didática aplicada junto ao curso de pós-graduação e ?Metodologia do Ensino Superior? na Faculdade ASMEC e as disciplinas: metodologia da pesquisa científica e monografia. Membro titular de bancas de monografia desde 2004; orientador de monografias desde 2004 junto aos cursos de pedagogia-Faculdade ASMEC e educação física-Unip (licenciatura). Coordenador do Programa de Convivência e Atividade Física na Unicamp desde 05/2004 (10 bolsistas trabalho SAE/Unicamp e 03 estagiários/Educação FísicaUnip).

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

ZAMAI, C. A. Perfil da saúde e qualidade de vida de servidores das áreas da saúde da UNICAMP. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 251–251, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7434. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7434. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>