O papel do psicólogo na assistência à pacientes oncológicos e seus familiares - relato de um serviço de psicologia

Autores

  • Renata Oliveira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7421

Palavras-chave:

Paciente oncológico. Psicologia. Câncer mulheres

Resumo

O diagnóstico de câncer e todo o processo da doença tem um profundo impacto psicossocial nas pacientes e seus familiares, pois exige ajustamentos físicos, emocionais, cognitivos, interpessoais e comportamentais. Por isso, essa fase pode ser considerada de grande potencial estressor e de sofrimento psíquico, sendo este um vasto campo de trabalho da Psico-oncologia. Dessa forma, busca-se a assistência integral ao paciente oncológico e sua família, atuando na prevenção, no tratamento, na reabilitação e na fase terminal da doença .Objetivo: Apresentar a organização de um serviço de Psicologia na área de Oncologia no CAISM/ UNICAMP que atende mulheres com câncer de mama e ginecológico pelo Sistema Único de Saúde.  Metodologia: Descrição da Rotina e dos atendimentos de Psicologia à pacientes e familiares do Ambulatório e Unidade de Internação Clínica Conclusão: A família deve ser considerada como parte integrante do tratamento do paciente oncológico. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

OLIVEIRA, R. O papel do psicólogo na assistência à pacientes oncológicos e seus familiares - relato de um serviço de psicologia. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 238–238, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7421. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7421. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida