Estratégias dos enfermeiros de emergência frente ao estresse

Autores

  • Priscila Almeida Silva Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7388

Palavras-chave:

Enfermagem. Saúde do trabalhador. Esgotamento profissional

Resumo

Em ambientes onde existe um contato intenso com pessoas, o individuo se expõe frequentemente a situações que o obrigam a utilizar estratégias de enfrentamento (Coping), o que ocorrem repetidas vezes entre profissionais que trabalham em áreas humanísticas, mais especialmente entre os profissionais da saúde, para controlar a situação de estresse (CAREGNATO; LAUTERT; BIANCHI, 2005). Segundo Faria; Cardoso (2010) definiu o estresse como quebra da homeostase interna. Essa reação de estresse é eliciada por um estressor que consiste em qualquer evento ou situação do ambiente, exigindo um esforço de adaptação. O Coping foi definido como “um esforço cognitivo e comportamental, realizado para dominar, tolerar ou reduzir as demandas externas e internas” (RODRIGUES; CHAVES, 2008). O estudo tem como objetivo ampliar conhecimento científico a respeito das estratégias de coping vivenciadas por enfermeiros que atuam em emergências com a finalidade de viabilizar ações para minimizar e/ou elencar mecanismos de enfrentamento mais adequado para lidar com o estresse. Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa, baseada em Revisão Bibliográfica Estruturada. Este trabalho foi aprovado pelo Comitê de Ética e Mérito Científica do Centro Universitário Hermínio Ometto, Uniararas, sob protocolo nº 038/2011. A Unidade de Emergência é a porta de entrada do Hospital, onde os profissionais estão diante de vários fatores estressantes. Identificando esses estressores, os mesmos podem obter o controle do estresse com as estratégias de enfrentamento (Coping), ampliando assim sua qualidade de vida no ambiente de trabalho. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Almeida Silva, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

SILVA, P. A. Estratégias dos enfermeiros de emergência frente ao estresse. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 205–205, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7388. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7388. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida