Atenção farmacêutica: uma ferramenta para identificação e redução de problemas relacionados à farmacoterapia em crianças

Autores

  • Rosiane de Fátima Lopes Ambrósio Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7359

Palavras-chave:

Farmacovigilância.l Farmácia clínica. Atenção farmacêutica

Resumo

Este trabalho identificou os EAMs- Eventos Adversos aos Medicamentos e PFTs - Problemas Farmacoterapêuticos, causados pela automedicação, prescrição equivocada e farmacoterapia de uso contínuo na UER-Pediátrica do HC/UNICAMP. Após admissão do paciente e discussão médica, o farmacêutico entrevistou os pacientes obtendo informações sobre a utilização domiciliar dos medicamentos. Os EAMs foram classificados em: RAM (Reação Adversa ao Medicamento); Não adesão; Ineficácia terapêutica; Uso inadequado do medicamento; Interação medicamentosa; Intoxicação; Queixa técnica. Os PTFs foram classificados: Quanto à sua necessidade; efetividade; segurança e adesão ao tratamento. Foram avaliados 1.274 pacientes, e destes, 13,7% tiveram ao menos um EAM como causa de admissão. O EAM mais comum foi Ineficácia Terapêutica com 39,1%; seguido pelo Uso Inadequado do Medicamento 23,6% e RAM 17,2%. 17,2% relataram automedicação, onde em 67% desses havia pelo menos um PFT decorrente de automedicação. Aos pacientes com terapias contínuas, aplicou-se o questionário Morisky-Green para avaliar o grau de adesão ao tratamento e a necessidade de orientação farmacêutica, onde em 78,1% dos casos, o paciente não tinha informação sobre o uso dos medicamentos. Em 8,7%, a adesão à farmacoterapia de uso contínuo foi baixa, resultando em 50% dos casos de admissão decorrente desse EAM. Os resultados demonstram alta incidência de EAMs e PFTs nos pacientes avaliados. Para racionalizar o uso dos medicamentos durante este trabalho, utilizaram-se análises críticas de risco e benefício das terapias propostas, e análise de prescrições de medicamentos antes de sua dispensação e utilização.Estes resultados demonstram a importância da atenção farmacêutica na promoção da saúde pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosiane de Fátima Lopes Ambrósio, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Ciências Farmacêuticas pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas e especialização em Farmacologia Clínica. Atualmente é farmacêutica da Universidade Estadual de Campinas, atuando junto ao Curso de Farmácia/Unicamp na monitoração dos estágios de graduação em Farmácia Clínica. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Farmácia Hospitalar, Farmácia Clínica e Legislação Farmacêutica, atuando principalmente nos seguintes temas: epi , ética, deontologia, farmácia clínica e concurso público.

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

AMBRÓSIO, R. de F. L. Atenção farmacêutica: uma ferramenta para identificação e redução de problemas relacionados à farmacoterapia em crianças. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 176–176, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7359. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7359. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida