Anticorpos monoclonais: o uso do trastuzumabe no cancêr de mama

Autores

  • Andre Luiz Oliveira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7354

Palavras-chave:

Câncer. Anticorpos monoclonais. Trastuzumabe

Resumo

O câncer de mama é a neoplasia mais comum entre as mulheres mundialmente. Os anticorpos monoclonais, produzidos por meio de técnicas de engenharia genética, destacam-se hoje como uma nova opção terapêutica no tratamento desta patologia. Descrever por meio de revisão bibliográfica: (I) o emprego do Trastuzumabe, um anticorpo monoclonal, no tratamento adjuvante do câncer de mama, observando seus benefícios em comparação a outros quimioterápicos; (II) a utilização de métodos de imuno-histoquímica para identificar a superexpressão HER-2 (Human Epidermal Growth Factor Receptor2). Foi realizada revisão bibliográfica em livros, revistas, artigos científicos e sites acadêmicos nacionais e internacionais, dos últimos 10 anos, por meio da base de dados Micromedex™ junto à biblioteca da Universidade Estadual de Campinas. Cinco estudos multicêntricos e randomizados geraram o melhor nível de evidência científica disponível para a avaliação de novos tratamentos, os quais mostraram redução de 39 a 52% no risco de recorrência do câncer de mama e redução de 33% no risco de morte pela doença, quando utilizado o anticorpo monoclonal Trastuzumabe. Levando-se em conta todos os estudos avaliados, mais de 12 mil pacientes foram acompanhadas, inclusive pacientes brasileiras. Conclusão: O Trastuzumabe mostrou-se não estar associado aos eventos adversos que normalmente ocorrem na quimioterapia convencional, porém são relatados outros efeitos, tais como: hipersensibilidade e, ocasionalmente, cardiotoxicidade, relatada em 1,4% das mulheres que receberam a droga como único agente para o tratamento de doença metastática. O Trastuzumabe mostrou-se como um dos principais medicamentos, representando um dos maiores avanços recentes na terapia oncológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andre Luiz Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

OLIVEIRA, A. L. Anticorpos monoclonais: o uso do trastuzumabe no cancêr de mama. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 171–171, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7354. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7354. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida