A informática como recurso do aluno com deficiência visual

Autores

  • Fátima Aparecida Gonçalves Mendes Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7342

Palavras-chave:

Informática. Deficiência visual. Recursos

Resumo

A informática trouxe imensas contribuições para a acessibilidade da leitura e escrita de pessoas com deficiência visual por meio dos recursos sonoros e de ampliação que possibilitam a comunicação, a informação e permitem à pessoa com deficiência visual realizar tarefas profissionais e de lazer. A deficiência visual engloba a cegueira e a baixa visão também chamada de visão subnormal. O objetivo desse estudo é mostrar que no campo escolar a informática contribui para que os alunos com deficiência visual possam desenvolver suas atividades escolares por meio dos recursos sonoros e de ampliação. Nesta pesquisa realizou-se um estudo de natureza qualitativa. Os sujeitos selecionados fazem parte de um grupo de um Programa de Reabilitação do CEPRE, sendo três adultos e seis adolescentes. Os adultos são do sexo masculino e, os adolescentes são três do sexo masculino e três do sexo feminino. Desses sujeitos dois adolescentes do sexo masculino são cegos, sendo um com cegueira congênita e o outro com cegueira adquirida, os demais são baixa visão. Conclui-se que os estudantes adultos fazem uso dos recursos da informática para desenvolverem suas atividades e as instituições de ensino de certa maneira reconhecem esses recursos. No caso dos estudantes adolescentes, embora eles façam uso dos recursos para atividades escolares a busca é maior para atividades de comunicação, e as instituições de ensino não incentivam o uso da informática para fins escolares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fátima Aparecida Gonçalves Mendes, Universidade Estadual de Campinas

Mestre em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba (2014). Possui graduação em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1989) e especialização em Educação Especial pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2003). Atua como Pedagoga no Centro de Estudos e Pesquisas em Reabilitação Prof.Dr. Gabriel O. S. Porto - da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas, no Programa de Adolescentes e Adultos com Deficiência Visual e no Programa Infantil - Deficiência Visual. Tem experiência na área da Educação, Educação de Jovens e Adultos e Educação Especial, com ênfase em Educação e Reabilitação de Pessoas com Deficiência Visual, atuando principalmente nos seguintes temas: Leitura e Escrita Braille, Tecnologia Assistiva, Inclusão, Cegueira e Baixa Visão.

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

MENDES, F. A. G. A informática como recurso do aluno com deficiência visual. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 159–159, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7342. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7342. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)