Eventos como ferramenta de cultura e inclusão

Autores

  • Massako Toma Universidade Estadual de Campimas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7262

Palavras-chave:

Eventos. Cultura. Inclusão. Sociedade. Inovação

Resumo

O CIS-Guanabara, Centro Cultural de Inclusão Social da PREAC/UNICAMP, é resultado da recuperação da antiga estação ferroviária, numa proposta de inclusão por meio da cultura e do intercâmbio de conhecimentos entre Universidade e Comunidade. Inicialmente, promoveu ações que contemplassem os anseios prontamente identificados. Pouco a pouco, essa iniciativa foi amadurecendo para a necessidade de sistematização e aprimoramento de recursos e instrumentais que assegurassem em suas atividades: acesso igualitário à cultura, ao conhecimento e à arte; intercâmbio de idéias, propostas e culturas locais e a visibilidade de ações culturais, artísticas, acadêmicas e sócio-educativas, que não dispunham de espaço e oportunidades de se manifestar.  Vários eventos foram oferecidos e o setor amadureceu seu olhar e suas ferramentas, garantindo em sua dinâmica de trabalho o compasso com a missão. Por meio de seus eventos e atividades, o CIS-Guanabara tornou-se um pólo de acolhida e fomento a iniciativas que integrem saber, trocas, criação e inclusão. Hoje sabemos que promover eventos num Centro Cultural Inclusivo necessita de um olhar e posturas específicos, e acima de tudo de uma escuta cuidadosa e ampliada capaz de compreender e agregar a diversidade de público, costumes e propostas que nos procuram. Por conta disto, as equipes e setores do CIS-Guanabara vêm aperfeiçoando e ampliando seus recursos no sentido de capacitar o olhar, a atitude, os procedimentos e os espaços na direção do que verdadeiramente significa Integrar e Incluir!

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Massako Toma, Universidade Estadual de Campimas

UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

TOMA, M. Eventos como ferramenta de cultura e inclusão. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 24–24, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7262. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7262. Acesso em: 28 set. 2022.