Banner Portal
A documentação na administração de medicamentos
PDF

Palavras-chave

Assistência hospitalar. Enfermagem. Sistemas de medicação no hospital

Como Citar

PIOVESANA, Paula de Moura. A documentação na administração de medicamentos. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 1–1, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7237. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

A terapia medicamentosa em uma organização hospitalar é um sistema complexo com participação de profissionais de diversas áreas que almejam prestar assistência à saúde com qualidade, eficácia e segurança. A equipe de enfermagem exerce papel ímpar na administração de medicamentos, incluindo a responsabilidade da documentação da administração, com registros na prescrição médica e na anotação de enfermagem. Na prática, observam-se inadequações quanto à documentação. O objetivo é identificar os principais erros cometidos no processo de documentação da administração de medicamentos, realizar intervenções para melhoria desse processo e reavaliá-lo. Utilizou-se a metodologia de Gestão de Processos da Universidade Estadual de Campinas, desenvolvido numa unidade de internação de um hospital universitário. Após análise do processo de documentação da administração de medicamentos, foram desenvolvidos e aplicados indicadores, que constataram que as inadequações mais prevalentes foram doses com horário “bolado” sem justificativa e a identificação inadequada do profissional que administrou. Realizaram-se intervenções: verificação de carimbos da equipe de enfermagem e aulas educativas. Em nova auditoria, verificou-se melhorias na documentação, com redução nos indicadores: dose com horários bolados sem justificativa (-21,1%), identificação do profissional inadequada (-30,7%), doses não checadas (-56,%) e doses com horário rasurado (-50,0%). 
 Considerações: houve benefícios evidenciados pelos indicadores da documentação, entretanto novas intervenções e a responsabilização dos profissionais devem ser realizadas num esforço contínuo para melhoria da qualidade da assistência. Ressalva-se que seriam necessários investimentos em tecnologias, como um sistema de prescrição médica seguro, carrinho de medicação para cada profissional possibilitando o cuidado integral e checagem eletrônica. 
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Paula de Moura Piovesana

Downloads

Não há dados estatísticos.