Protocolo de atendimento especial a vítimas de violência sexual

Autores

  • Juçara Aparecida Santos Justino Universidade Estadual de Campinas
  • Maria Jose Navarro Vieira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7226

Palavras-chave:

Violência sexual. Atendimento especial. Atendimento psico- lógico. CAISM

Resumo

A violência sexual contra mulher é considerada um problema de saúde pública, sendo esta uma das manifestações de violência mais traumáticas, cruéis e persistentes. A organização mundial de saúde (OMS, 2002), define violência sexual como “todo ato sexual ou tentativa de obtê-lo, sem consentimento da mulher, usando coerção”. O CAISM oferece atendimento ás vítimas e capacitação de equipes multidisciplinares, (médicos, psiquiatras, psicólogos, enfermeiros e assistentes sociais), atendendo mulheres vítimas de violência sexual desde sua criação, quando em 1986 os atendimentos eram realizados de forma não sistematizada. Em 1998 com o aumento da demanda o atendimento foi sistematizado, criando protocolos e fluxogramas. A partir da experiência do CAISM, a secretaria Municipal de Saúde de Campinas, implementou o Projeto Iluminar Campinas, com o intuito de normatizar e padronizar o atendimento ás vítimas de V.S. Esse trabalho tem como objetivo apresentar o protocolo e o fluxograma do Atendimento Especial ás vitimas de violência sexual, através de relato da experiência profissional das psicólogas e aprimorandas, que atuam no CAISM/UNICAMP, através do programa de Atendimento Especial, realizado em 4 modalidades: Ocorrência imediata, ocorrência tardia, gravidez decorrente de estupro e seguimento ambulatorial. Os atendimentos realizados mostram sérias consequências para a vitima, como: riscos de gravidez indesejada, alta prevalência dos sintomas de estresse pós-traumático e sequelas psíquicas. A atuação da equipe multidisciplinar mostra-se imprescindível para recuperação das vítimas de V.S, já que o atendimento psicológico traz contribuições significativas para sua reorganização psíquica, auxiliando-a na elaboração e enfrentamento do trauma e resiliência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juçara Aparecida Santos Justino, Universidade Estadual de Campinas

Psicóloga Aprimoranda, do Programa de Aprimoramento em Psicologia Clínica na Saúde Reprodutiva da Mulher e Psicologia Hospitalar, pela Faculdade de Ciências Médicas FCM/CAISM/UNICAMP (2014). Atua junto á equipe multiprofissional em Atendimento Especial de Violência Sexual, Imediato e Tardio, auxiliando na elaboração do trauma, no enfrentamento e reorganização psíquica das vitimas, familiares e/ou cuidadores. Atendimentos em ambulatório de Ginecologia CAISM, junto à equipe multiprofissional a pacientes com Endometriose, Menopausa, Infecções Genitais, Doença Trofoblástica Gestacional e ambulatório de Ginecologia de Endócrino e Adolescentes.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

JUSTINO, J. A. S.; VIEIRA, M. J. N. Protocolo de atendimento especial a vítimas de violência sexual. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 237–237, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7226. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7226. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida