Possível contribuição do instrumento quati nos processos de coaching

Autores

  • Eda Lúcia Marçal Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7217

Palavras-chave:

Coaching. QUATI. Tipos psicológicos. Personalidade

Resumo

Na busca por mudanças em suas vidas, profissional e pessoal, cada vez mais as pessoas têm procurado os trabalhos de Coaching. O Coaching é um processo que ajuda a pessoa a trabalhar o seu potencial para maximizar o seu desempenho. Duas premissas importantes do Coaching dizem respeito a: 1)   capacidade que o ser humano tem para aprender desde que encontre um ambiente propício, a motivação necessária e a dedicação requerida, sendo capaz de atingir objetivos extraordinários às possibilidades de aprendizagem e; 2)    o desenvolvimento de novas capacidades e habilidades, bem como de aprimoramento daquelas que o indivíduo já possui até limites insuspeitados. Considerando que o autoconhecimento é fundamental no processo de coaching, o objetivo do trabalho é identificar um instrumento de avaliação da personalidade, validado pelo CFP, capaz de auxiliar no processo. Mapeamento das produções acadêmicas relacionadas ao tema, abordando os seguintes tópicos: Tipos Psicológicos de Jung, Instrumentos de Avaliação de Personalidade e Coaching. Foram encontrados três instrumentos nacionais validados pelo CFP voltados para a avaliação da personalidade: 1) Palográfico – utilizado em processos de seleção, avalia o ritmo e a qualidade do trabalho; 2) SAT – usado para intervenção terapêutica no tratamento de idosos; 3) QUATI – baseado na teoria dos tipos psicológicos de Jung, utilizado em clínica, seleção de pessoal e aconselhamento psicológico escolar e profissional. Dentre os 3, o QUATI se apresentou adequado a contribuir com o processo de coaching.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eda Lúcia Marçal, Universidade Estadual de Campinas

Possui Mestrado em Gestão da Qualidade Total pela Universidade Estadual de Campinas (2001). É graduada em Análise de Sistemas pela Universidade São Francisco e em Psicologia. Atualmente é Coordenadora Geral e Secretária Executiva da Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP. Possui formação em Coaching.Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Organização, Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, Planejamento Estratégico e Desenvolvimento de Projetos em busca de melhorias.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

MARÇAL, E. L. Possível contribuição do instrumento quati nos processos de coaching. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 229–229, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7217. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7217. Acesso em: 27 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida