O serviço social de ambulatório HC/UNICAMP junto as equipes multiprofissionais

Autores

  • Erica Maria Cazetta Chinellato Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7209

Palavras-chave:

Qualidade. Humanização. Integralidade

Resumo

O Serviço Social de Ambulatório está estruturado nas diversas áreas físicas do Hospital sendo Hospital Dia, Centro Integrado de Nefrologia, Hemocentro e Gastrocentro contemplando pacientes atendidos nos ambulatórios que atendem as 44 especialidades e 580 subespecialidades médicas, oferecendo aproximadamente 5.000 atendimentos/mês. O Serviço Social, parte integrante das equipes multiprofissionais, tem o olhar voltado ao paciente na sua integralidade, assim, acolhe, ouve, participa das discussões e decisões em equipe, realiza contatos com a rede sócio protetiva, orienta e encaminha para uma resolutividade efetiva e de excelência. A metodologia de intervenção para uma assistência diária ininterrupta no horário das 7:00 as 19 horas se efetiva mediante o Plantão de 12 horas, em localização estratégica próxima a entrada principal do HC, oportunizando fácil acesso a pacientes e seus cuidadores, além de atuação junto a ambulatórios na área externa e interna do HC, através do acolhimento, discussão sobre a melhor conduta, orientação e encaminhamentos. O aumento da demanda por atendimento em rede de atenção à saúde terciária e quaternária na Região, tem gerado crescente solicitação por parte das disciplinas para que o Serviço Social esteja presente nas equipes multiprofissionais. O Serviço Social do HC tem uma participação cotidiana efetiva na dinâmica assistencial do Hospital de Clínicas, através de uma visão do paciente em sua totalidade e não como um sujeito fragmentado, facilitando assim um atendimento mais humanizado e efetivo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

CHINELLATO, E. M. C. O serviço social de ambulatório HC/UNICAMP junto as equipes multiprofissionais. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 221–221, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7209. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7209. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida