Método para resolução de infecção radicular dental

Autores

  • Wellington Pereira dos Santos ODONTO-CSS-Reitoria/UNICAMP
  • Olavo Brilhante ODONTO-CSS-Reitoria/UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7190

Palavras-chave:

Infecção. Apicectomia. Periodontite apical

Resumo

O tratamento endodôntico na grande maioria dos casos consegue resolver problemas relacionados a infecções dentais. Porém, em um número reduzido de situações, mesmo com todo avanço tecnológico e científico na área da Odontologia, particularmente na Endodontia, a infecção persiste, e o elemento dental acaba sendo encaminhado para extração. Existe um método que visa à manutenção de elementos dentais portadores de infecções radiculares persistentes (periodontites apicais), que consiste em uma microcirurgia (apicectomia), onde é feita a curetagem e a eliminação da infecção (cisto, granuloma, ou outras patologias), seguida da ressecção do ápice radicular com a posterior retro-obturação com MTA (Mineral Trióxido Agregado). Tal procedimento permite a manutenção de dentes que de outro modo estariam com suas extrações indicadas, e desta forma mantém a função mastigatória, a estética e a saúde oral e geral do paciente. Paciente da área de Endodontia do CECOM foi submetido à apicectomia, seguida por curetagem de lesão periodontal apical e retro-obturação com MTA. Foram utilizados microcinzeis, microcuretas, microespelhos, microcondensadores, brocas  de alta rotação (Zecrya e de acabamento), porta MTA e MTA (Angellus), durante o procedimento cirúrgico. Após 5 meses de proservação, o elemento dental em questão, apresenta-se assintomático, em função e esteticamente agradável. Caso irá ser acompanhado ainda por um período de 15 meses. A apicectomia apesar de ser um procedimento muito técnico e delicado, constitui-se em um método relativamente barato e absolutamente eficaz na resolução de infecções dentais radiculares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

PEREIRA DOS SANTOS, W.; BRILHANTE, O. Método para resolução de infecção radicular dental. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 157–157, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7190. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7190. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida