Adaptação de materias alternativos para metodologia não cirúrgica de implante de embriões em camundongos

Autores

  • Robson da Silva Pontes Universidade Estadual de Campinas
  • Delma Pegolo Alves Universidade Estadual de Campinas
  • Marcus Alexandre Finzi Corat Universidade Estadual de Campinas
  • Mirian Michelle Machado Universidade Estadual de Campinas
  • Rovilson Gilioli Universidade Estadual de Campinas http://orcid.org/0000-0002-7767-691X

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7093

Palavras-chave:

CEUA. Unicamp. 3304-1. NSET. Embriões

Resumo

A produção de animais adequados às necessidades dos pesquisadores é vital para as pesquisas. Várias técnicas de reprodução são utilizadas para este fim, dentre elas, o implante de embriões que faz uso de cirurgia. Todo procedimento cirúrgico requer profissional treinado, equipamentos específicos, espaço, dinheiro, anestesia e analgesia para minimizar dor e stress e monitoramento pré e pós-cirúrgico. Refinar esses procedimentos para eliminar a necessidade de cirurgia poderia simplificar tal processo. Adaptação de materiais alternativos para implante de embriões em camundongos sem a necessidade de cirurgia. 2 ponteiras de 1 mL, pipetador e corante azul de Evans foram utilizados para adaptação ao kit de procedimento NSET (Nonsirurgical Embryo Transfer). A ponta de uma das ponteiras foi retirada, substituindo o opérculo do kit original. A outra ponteira foi usada como aplicador e é encaixada por dentro do opérculo no momento do implante. O azul de Evans foi usado para confirmação da introdução de meio no corno uterino. Embriões de fêmeas doadoras foram implantados em fêmeas receptoras por meio da técnica NSET. Foram feitos 3 implantes com sucesso que resultaram  em  6 filhotes, o que valida a técnica. O número baixo de nascimentos, no entanto, deve-se principalmente ao aperfeiçoamento da técnica por se tratar ainda de algo novo e experimental. A utilização de matérias alternativas evitou gastos excessivos na importação de kits,  bem como eliminou dor e stress cirúrgicos, já que não há necessidade de anestesia animal e recuperação pós-cirúrgica normalmente requeridos em um procedimento cirúrgico convencional.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Delma Pegolo Alves, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Licenciatura Plena em Ciências Biológicas pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1985), graduação em Pedagogia pela Faculdade de Ciências e Letras Plínio Augusto do Amaral (1987), mestrado em Ciências Biológicas na Área de Imunologia pela Universidade Estadual de Campinas (1998) e doutorado em Parasitologia pela Universidade Estadual de Campinas (2004). Atualmente é profissional de pesquisa da Universidade Estadual de Campinas, também exerce o cargo de Diretora do CEMIB - Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica na Área da Ciência em Animais de Laboratório - UNICAMP.

Marcus Alexandre Finzi Corat, Universidade Estadual de Campinas

Completou a graduação em Ciência Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (1999) e doutorado em Clínica Médica pela mesma univesidade (2005). Passou um período (2001-2002) no Blood Center Soulth East of Wisconsin, Milwaukee, Wisconsin, EUA, aprendendo metodologias de transgênese. Atualmente é pesquisador da Universidade Estadual de Campinas do Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica, um centro com grande prestígio nacional e internacional na área de animais de laboratório. Tem experiência na área de genética animal, transgênese animal e Fisiologia animal, atuando na ciência de animais de laboratório; principalmente na produção de modelos animais geneticamente modificados.

Mirian Michelle Machado, Universidade Estadual de Campinas

Completou a graduação em Ciência Biológicas pela Universidade Paulista (Campinas) em 2012. Realizou Iniciação Cientifica por dois anos (2008/2010) na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) no laboratório CEMIB-Centro Multidisciplinar para Investigação Biológica, após seguindo na mesma instituição obteve o título de Mestra em Ciências na área de Clinica Médica. Esta cursando Doutorado em Engenharia Biomédica na Universidade do Vale do Paraíba - UNIVAP. Tem experiência na área de Biologia Geral, atuando principalmente nos seguintes temas: nanotecnologia na produção de biomateriais com nanotubos de carbono e hidroxiapatita incorporados que possam ser utilizados para fins clínicos terapêuticos, nanotecnologia na produção de mantas poliméricas pelas técnicas de eletrofiação e rotofiação, células tronco adultas em terapia celular regenerativa, resposta inflamatória, adesão e espalhamento celular, cultivo de fibroblasto embrionário e células tronco mesenquimal.

Rovilson Gilioli, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Ciências Biológicas Modalidade Medica pelo União das Faculdades Barão de Mauá(1981) e doutorado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Estadual de Campinas(2002). Atualmente é TÉCNICO ESPECIALIZADO DE APOIO AO ENSINO E PE da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Microbiologia, com ênfase em Microbiologia Aplicada. Atuando principalmente nos seguintes temas:Biotério, Barreiras Sanitárias, Monitorização Sanitária, Parasitas, Vírus e Sorologia

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

PONTES, R. da S.; ALVES, D. P.; CORAT, M. A. F.; MACHADO, M. M.; GILIOLI, R. Adaptação de materias alternativos para metodologia não cirúrgica de implante de embriões em camundongos. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 94–94, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7093. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7093. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3 4