A importância da topografia para a recuperação de áreas degradadas

Autores

  • Diogenes Cortijo Costa Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7092

Palavras-chave:

Topografia. Recuperação de áreas degradadas. Levanta- mento topográfico

Resumo

Nestas últimas décadas a topografia evoluiu rapidamente, em todas as suas formas de levantamento de campo até a elaboração do produto final. Grande parte desse avanço devesse à utilização do “meio digital”, ou seja, equipamentos eletrônicos, que automatizam várias etapas ligadas ao processo topográfico. Os equipamentos topográficos tornaram-se mais práticos e agregaram uma série de funções e procedimentos que auxiliam as operações de campo, como dispositivos internos para registro e armazenamento  dos dados observados, funções para cálculo e verificação dos dados. O presente trabalho teve como objetivo caracterizar a importância da topografia no ramo da Engenharia, principalmente na área ambiental, apresentando informações primordiais para a realização do Licenciamento Ambiental na Recuperação de Áreas Degradadas. Com o auxilio dos discentes de escolas publicas realizou- se um levantamento topográfico planialtimetrico e caracterizou-se o uso e ocupação do solo em uma área de preservação permanente, na cidade de Paulínia/SP; Buscou-se atender à legislação vigente e às normas reguladoras. Por intermédio dos resultados a obtidos no referido levantamento, integrou-se os alunos do ensino médio e da graduação em Engenharia Civil.. Destacou-se através do levantamento topográfico realizado a importância do mapeamento para o planejamento das ações a serem tomadas na recuperação da área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

COSTA, D. C. A importância da topografia para a recuperação de áreas degradadas. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 93–93, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7092. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7092. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)