Inclusão na educação infantil: práticas e desafios da profissão

Autores

  • Sandra Mara de Oliveira Cruz Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7069

Palavras-chave:

Educação infantil. Inclusão. Suporte pedagógico

Resumo

O presente trabalho “Inclusão na educação infantil: práticas e desafios da profissão” têm como objetivo abordar o tema da inclusão educacional a partir de um Estudo de Caso. Em relação à metodologia, a pesquisa foi qualitativa e empírica, empregando a entrevista como instrumento de coleta de dados, baseada no relato de experiência de uma professora de Educação Infantil, que atua em uma instituição denominada “Creche Área de Saúde” (DEdIC - UNICAMP) e que teve, em uma de suas turmas de crianças, uma bebê que tinha, entre suas características, a Síndrome de Down. O relato permitiu uma discussão a cerca da quebra de paradigmas a fim de promover o reconhecimento não só das diferenças, mas do direito que todos têm à educação, considerando que a inclusão escolar possa fazer parte da elaboração pedagógica da creche. O trabalho abordou também as dificuldades e os desafios que essa professora encontrou para trabalhar com a inclusão na creche, as estratégias pedagógicas utilizadas e ainda as limitações encontradas de maneira geral dentro da instituição, desde a realização da matrícula ao efetivo respaldo no processo de inclusão.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

CRUZ, S. M. de O. Inclusão na educação infantil: práticas e desafios da profissão. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 74–74, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7069. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7069. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão