Implementação do SGQ laboratorial no IRAC/FEC - fase 1

Autores

  • Adilson Roberto Brandão Universidade Estadual de Campinas
  • Celso Luis de Camargo Universidade Estadual de Campinas
  • Hugo Teixeira Universidade Estadual de Campinas
  • Kelly Roberta de Palma Universidade Estadual de Campinas
  • Lucélia Luisa da Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Sergio Luis Zarpellon Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7068

Palavras-chave:

Sistema de gestão da qualidade. Laboratório. Prestação de serviço

Resumo

A implementação do Sistema de Gestão de Qualidade conforme a norma ABNT NBR ISO/IEC 17025 é uma tendência para prestadores de serviço como o laboratório LRAC/FEQ. A acreditação é concedida pela CGCRE, a Coordenação Geral de Acreditação do INMETRO. O LRAC conta com modernos equipamentos analíticos de grande porte orçamentário, nos quais são realizados ensaios/medições relacionados à caracterização de substâncias e materiais; operando no formato multiusuário atua como Central Analítica da Unidade, contudo atende a diversas outras Unidades, Instituições, entre outros.Esta implementação envolve uma avaliação inicial, treinamento em SGQ, elaboração de documentos da qualidade e técnicos, definição de escopo, ensaios de proficiência, solicitação da acreditação e avaliação pela CGCRE. Está em andamento a 1a fase do projeto que se refere à adequação de processos/procedimentos. Contudo, já foi possível colher frutos deste trabalho como a realização de auditoria interna, na qual se identificou a necessidade de treinamento para homogeneização da equipe que foi realizado em 2011/2012/2013 totalizando 36 horas; a realização de reuniões sistemáticas para discussão/avaliação da documentação, em que foi concluída 38% das relações previstas, 40% dos documentos da qualidade previstos e 60% dos documentos técnicos estão em andamento; a adequação da página do LRAC/FEQ com a disponibilização de documentos orientativos e formulários práticos para solicitação dos serviços. Enfim, com a sistematização de processos/procedimentos observou-se maior objetividade,  eficiência  e robustez, resultando em maior qualidade, reprodutibilidade e rastreabilidade nas análises químicas e/ou físicas realizadas e, consequentemente, melhoria no atendimento aos clientes em todo o processo do laboratório.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adilson Roberto Brandão, Universidade Estadual de Campinas

FEQ/UNICAMP

Celso Luis de Camargo, Universidade Estadual de Campinas

FEQ/UNICAMP

Hugo Teixeira, Universidade Estadual de Campinas

FEQ/UNICAMP

Kelly Roberta de Palma, Universidade Estadual de Campinas

FEQ/UNICAMP

Lucélia Luisa da Silva, Universidade Estadual de Campinas

FEQ/UNICAMP

Sergio Luis Zarpellon, Universidade Estadual de Campinas

FEQ/UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

BRANDÃO, A. R.; CAMARGO, C. L. de; TEIXEIRA, H.; PALMA, K. R. de; SILVA, L. L. da; ZARPELLON, S. L. Implementação do SGQ laboratorial no IRAC/FEC - fase 1. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 73–73, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7068. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7068. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão