Software livre nas bibliotecas universitárias: uma alternativa para disponibilizar recursos informacionais online

Autores

  • Mariana Pedroso Teixeira Universidade Estadual de Campinas
  • Raquel Francisca de Jesus Santos Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.7018

Palavras-chave:

Automação. Bibliotecas universitárias. Software livre

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo efetuar um estudo exploratório sobre o uso de software livre para a gestão de acervo nas bibliotecas universitárias. Destacou-se a importância da automação em unidades de informação diante dos avanços das tecnologias de informação e comunicação. Fez-se de forma sucinta um breve levantamento bibliográfico sobre os conceitos e aplicações do software nas bibliotecas, as vantagens e desvantagens de sua utilização. Após levantamento bibliográfico verificou-se que há vários tipos de softwares de gerenciamento de bibliotecas disponíveis no mercado e que a maioria das bibliotecas brasileiras ainda não possuem serviços automatizados por falta de recursos financeiros. Nesse sentido, cabe ressaltar que o software livre é uma alternativa para bibliotecas que não dispõe de recursos financeiros e desejam automatizar seus serviços de informação, principalmente no que tange ao acesso e recuperação informação. Por meio da automação será possível proporcionar melhoria na consulta de acervo, a recuperação de informações inseridas nos catálogos online e aperfeiçoar os serviços oferecidos aos usuários. Dentre os softwares para gerenciamento de acervo identificamos: Automated Library Expandable Program – ALEPH; BiblioteQ; Biblioteca Livre – BIBLIVRE; Gnuteca; Librarium; OpenBiblio e o Virtua. Conclui-se que o software livre é uma ferramenta indispensável para bibliotecas que objetivam automatizar seus serviços, sem ter que pagar preços exorbitantes para licenciamento e atualização de programas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Pedroso Teixeira, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Biblioteconomia e Ciência da Informação (2010) e Especialização em Informação em Ambientes Digitais (2014) pela Universidade Federal de São Carlos. Trabalha na Universidade Estadual de Campinas, junto à Coordenação do Sistema de Bibliotecas da Unicamp - SBU como coordenadora do Grupo Gestor SophiA. Administra a qualidade do software corporativo; identificando, estudando e propondo novas implementações que contemplem as necessidades pontuais e específicas dos acervos, produtos e serviços. Elabora e gerencia o Relatório Gerencial e Estatístico do Sistema e fornece informações relacionadas ao SBU para composição do Anuário da Unicamp, assim como demais documentos de avaliação institucional, interna ou externa.

Raquel Francisca de Jesus Santos, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009), especialização em Informações em Ambientes digitais pela Universidade Federal de São Carlos (2014). Atualmente é bibliotecária/documentalista do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Biblioteconomia, atuando principalmente nos seguintes temas: metodologia da pesquisa científica, catalogação descritiva da informação, MARC 21, biblioteca universitária e software livre.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

TEIXEIRA, M. P.; SANTOS, R. F. de J. Software livre nas bibliotecas universitárias: uma alternativa para disponibilizar recursos informacionais online. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 34–34, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.7018. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7018. Acesso em: 29 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 1 - Administração e Gestão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)