Acessibilidade ao edifício “bloco modular” padrão, conhecido como “pinotinho”

Autores

  • Carlos Alexandre Bacci Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i5.6990

Palavras-chave:

Acessibilidade. Portadores de necessidades especiais. Bloco modular. Pinotinho

Resumo

Há anos a UNICAMP estuda uma maneira de resolver o problema de acessibilidade do edifício “Bloco Modular” padrão. Já existe projeto para construção anexa de elevadores e sanitários para portadores de necessidades especiais (PNE), porém a solução esbarra-se na laje do hall de escada. Este edifício padrão possui lajes em desnível junto às portas de acesso aos salões, o que dificulta a aplicação de soluções de acessibilidade ao prédio mesmo com a construção de bloco de elevador anexo. Este trabalho tem como objetivo tornar o  edifício  completamente acessível ao PNE de acordo com a NBR9050/2004. Foi feito um levantamento junto ao projeto de estrutura original do edifício Bloco Modular e entrevista com pessoas que participaram de sua construção a fim de entender o motivo do desnível. O degrau existe devido a contra-flecha da laje protendida que não se apoia sobre a parede estrutural onde está a porta e este trecho não possui armadura complementar, tampouco este degrau faz parte da estrutura do prédio. A partir destas informações foi desenvolvido um projeto de readequação da realidade física existente mediante a transformação de degrau em rampa, resultando no atendimento à demanda dentro do que diz a norma de acessibilidade. O problema foi detectado anteriormente pelos setores técnicos da universidade mas a solução ora encontrada neste trabalho apresenta vantagens econômicas, facilidade na execução, redução do tempo de execução e menor impacto na obra. O projeto tem a facilidade de ser replicado em todos os edifícios existentes no padrão Bloco Modular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-05-17

Como Citar

BACCI, C. A. Acessibilidade ao edifício “bloco modular” padrão, conhecido como “pinotinho”. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 5, p. 6–6, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i5.6990. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/6990. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Eixo 1 - Administração e Gestão