Banner Portal
Cursos remotos para promoção do desenvolvimento dos profissionais de enfermagem de hospital de ensino durante a Pandemia
PDF

Palavras-chave

Educação à distância
Enfermagem
Educação corporativa

Como Citar

ALMEIDA, Angelica Olivetto de; ROVIGATI, Monica; MARTINS, Matheus da Silva Marcheti; SILVA, Vanessa Abreu da; MESZAROS, Mariana de Jesus. Cursos remotos para promoção do desenvolvimento dos profissionais de enfermagem de hospital de ensino durante a Pandemia: experiência e resultados. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 4, p. e0220948, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/18181. Acesso em: 30 maio. 2024.

Resumo

Introdução/Objetivo: Com a pandemia, o aprender e o ensinar precisaram romper padrões e premissas e se reinventarem com novas estratégias, num curto espaço de tempo (1). O modo remoto foi implantado na área educacional e o uso de meios digitais possibilitou as interações e o aprendizado dos conteúdos (2-3). Objetivo: Elaborar cursos remotos para profissionais de enfermagem, apresentar os resultados das avaliações de reação e de aquisição de conhecimento e demonstrar o crescimento de participação nos cursos durante a pandemia. Metodologia: Relato de experiência dos cursos remotos de 2019 até agosto de 2021 para profissionais de enfermagem na Escola Corporativa de uma Universidade Pública, com Hospital Universitário. A equipe de gestão da Escola, em conjunto com enfermeiros e instrutores, elencou temas adequados ao modo remoto e definiu o design instrucional, com objetivos de aprendizagem, público-alvo, ambiente virtual de aprendizagem (AVA), formato (síncronos ou assíncronos), e apoio e orientação aos instrutores para o uso de ferramentas tecnológicas. Baseado em Kirkpatrick (4), foi criado formulário para avaliação de reação, mensurando a satisfação dos aprendizes em quatro dimensões: curso, ensino remoto, instrutores e aproveitamento e para a avaliação de aprendizagem, foi mensurada a aquisição do conhecimento. Resultados: Em 2019, os cursos oferecidos pela Escola eram 100% presenciais e nenhum direcionado exclusivamente à enfermagem. Em 2020, foram oferecidos dois cursos presenciais e, após a declaração da pandemia, foram criados oito cursos remotos, 100% na área de estomaterapia, com participação de 500 profissionais de enfermagem. Em 2021, até o mês de agosto, a oferta foi ampliada para treze cursos, contemplando 1119 profissionais de enfermagem em temas como estomaterapia (77%) e terapia infusional (15%). Foram oferecidos outros cursos da área, como higienização das mãos e cardiopatias congênitas, representando um aumento de 1000% de 2019 para 2020 e de 30% de 2020 para 2021. Foi utilizado como AVA o Google Classroom®, 15% síncrono e 85% assíncrono, formato esse que possibilitou uma maior adesão do público-alvo. Quanto às avaliações de reação, a nota média geral obtida nos cursos foi 8,8 em 2020 e 9,1 em 2021. Na dimensão da satisfação com o formato online, a média foi 9,8 em 2020 e 9,6 em 2021. Na mensuração de aquisição de conhecimento, foram aplicadas questões objetivas por meio do Forms Google® ou estudos de casos, com 0% de reprovação em 2020 e 10% em 2021. A gravação de videoaulas foi feita com os programas OBS Estúdio® e Open Shot® e a edição com Movavi®. Conclusão: A elaboração de cursos remotos mostrou resultados bastante satisfatórios, além de ser uma estratégia que possibilitou manter o desenvolvimento profissional da enfermagem mesmo diante da pandemia instalada, inclusive ampliando a participação de servidores que anteriormente não conseguiam participar dos cursos presenciais.

PDF

Referências

BOTO, C. A educação e a escola em tempos de coronavírus. Jornal da Universidade Estadual de São Paulo, 2020. Disponível em: https://jornal.usp.br/artigos/a-educacao-e-a-escola-em-tempos-de-coronavirus/. Acesso em: 04 de maio de 2020.

MORAN, J.M. Contribuições para uma pedagogia de educação online. In: Educação online: teorias, práticas, legislação, formação corporativa.2ed. Ed. Loyola, São Paulo, 2003.

SANTOS, E. Educação online para além da EAD: Um fenômeno da cibercultura. Actas do X Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Braga: Universidade do Minho, 2009.

KIRKPATRICK JD, KIRKPATRICK WK. Four levels of training evaluation. ATD Press Editoral. United States of America; 2016.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Angelica Olivetto de Almeida

Downloads

Não há dados estatísticos.