Banner Portal
Audiodescrição
PDF

Palavras-chave

Banco de imagens
Acessibilidade
Cegos
Tradução
Fotografia

Como Citar

VIEIRA, Andre da Silva; RODRIGUES, Laura de Carvalho Freitas. Audiodescrição: acessibilidade no banco de imagens da SEC/Unicamp. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 3, p. e0220919, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/18135. Acesso em: 23 jul. 2024.

Resumo

Introdução/Objetivo: Implantar a audiodescrição e desenvolver técnicas na realização deste recurso de acessibilidade no Banco de Imagens da Secretaria Executiva de Comunicação (SEC) da Unicamp, processo que viabiliza a inclusão das pessoas cegas – total ou parcialmente, nas experiências de visualização de imagens estáticas (fotografias, gravuras, pinturas em telas etc.) e dinâmicas (filmes, peças de teatro, shows etc.), contribuindo à acessibilidade comunicacional. O recurso consiste na tradução da imagem em texto, onde são descritos os principais elementos que a compõem. A partir dessa elaboração textual, então, é produzido o áudio, que pode ser narrado por programa de computador ou pessoa. Trata-se, portanto, de ferramenta de acessibilidade fundamental à inclusão e que integra o Banco de Imagens da SEC. Metodologia: O trabalho de audiodescrição é desenvolvido sobre imagens dinâmicas – filmes, documentários e peças de teatro, por exemplo; e imagens estáticas como fotografias, ilustrações, exposições de arte etc. Embora a proposta de ambas as narrativas seja a acessibilidade, elas possuem especificidades técnicas na realização e apresentação. O Banco de Imagens da Secretaria Executiva de Comunicação (SEC/Unicamp) atua sobre fotografias e ilustrações. Na etapa inicial, é elaborado o texto audiodescritivo, com técnicas plurais para o desenvolvimento da descrição das imagens, como localização da cena, referência de cores, ação dos personagens etc. Então, posteriormente, a partir da configuração em programa de computador para digitação e exibição da imagem, o texto é narrado por softwares específicos. Resultados: As principais conquistas da implantação da audiodescrição no acervo de fotografias que compõem o Banco de Imagens da Secretaria Executiva de Comunicação (SEC/Unicamp) foram apontadas por meio de relatos espontâneos de pessoas cegas que, com emoção, relataram, através de contato telefônico, a integrantes da equipe de fotógrafos da unidade sentirem-se valorizadas com a inclusão do recurso no acesso às imagens desse canal. O Banco de Imagens, atendendo diretrizes legais de acessibilidade, promove a inclusão. A audiodescrição é lida por leitores de telas para o usuário receber a informação da imagem. Quando acessos são feitos por internet de baixa qualidade, o texto é exibido no lugar da imagem, sendo mais um item de inclusão. Mesmo sendo um número reduzido de pessoas, elas também afirmaram que a audiodescrição favorece a participação de forma mais completa e interessante no processo de comunicação e compreensão da imagem, que se soma às informações tradicionais veiculadas, como nome do fotógrafo, data e local de realização da foto. As pessoas contatantes trouxeram sugestões relacionadas ao enredo da audiodescrição, que apontaram para o maior detalhamento e a ampliação do contexto das fotos. Por isso, o trabalho de elaboração do texto audiodescritivo segue em constante aprimoramento. Conclusão: A audiodescrição proporciona maior acessibilidade comunicacional às pessoas cegas, ao inclui-las como participantes, além de ser vista como um componente de valorização do indivíduo. Outro aspecto a se destacar é que sua implementação cumpre a determinação da Lei 13.146, de 6 de julho de 2015 (Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência – Estatuto da Pessoa com Deficiência), art. 67; parágrafo 2º, do Acesso à Informação e à Comunicação.

PDF

Referências

OTTA, L. M. V.; ROMEU FILHO, P. (Orgs.). Audiodescrição: Transformando Imagens em Palavras. São Paulo: Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo, 2010. (Disponível para download em: vercompalavras.com.br/livro).

SANTAELLA, L. Leitura de Imagens. São Paulo: Editora Melhoramentos, 2012. BRASIL. Presidência da República. Secretaria Especial dos Direitos Humanos.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Andre da Silva Vieira

Downloads

Não há dados estatísticos.