Banner Portal
Elaboração e implantação de um modelo padronizado de passagem de plantão entre profissionais de saúde do Hospital de Clínicas da Unicamp
PDF

Palavras-chave

Passagem de plantão
SBAR
comunicação efetiva
segurança do pacientesegurança do paciente

Como Citar

MONTEIRO, L. T. D.; FERREIRA, L. B. B.; RATTI, L. dos S. R.; FARIA, K. M. R. de; CAPATTI, K. R. K.; PAIXÃO, F. R. C.; MALAMAN, N. M.; SOUZA, D. C. de; FARIA, R. R. de. Elaboração e implantação de um modelo padronizado de passagem de plantão entre profissionais de saúde do Hospital de Clínicas da Unicamp: ação do Time de Comunicação do Núcleo de Segurança do Paciente. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 1, p. e0220915, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/18129. Acesso em: 27 fev. 2024.

Resumo

Introdução/Objetivo: A Comunicação Efetiva é uma das Metas Internacionais de Segurança do Paciente propostas pela Organização Mundial de Saúde. O time de Comunicação Efetiva do HC/Unicamp é formado por equipe multidisciplinar que atua com o objetivo de melhorar a meta da comunicação na instituição. Um dos eixos trabalhados pelo time é melhorar a troca de informações entre os profissionais na Passagem de Plantão. A metodologia adotada para construir um instrumento padrão para cada equipe, foi baseada no acrônimo SBAR (Situation-Background-Assessment-Recommendation), uma ferramenta de comunicação que consiste no preenchimento de quatro critérios: S: Situação, B: Breve Histórico, A: Avaliação e R: Recomendação, permitindo a organização da informação que está sendo emitida, tornando-a clara, precisa e completa. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, tipo relato de experiência da implantação de um instrumento para Passagem de Plantão, elaborado por membros do Time de Comunicação Efetiva. O Time realiza reuniões mensais de modo online, e a partir das reuniões foram levantadas ações a serem desenvolvidas e, dentre elas, pode-se citar a construção e implantação de um instrumento para Passagem de Plantão / Transferência de Cuidados entre turnos, sendo inicialmente envolvidas as equipes de enfermagem e de fisioterapia. Porém, há proposta em abranger todas as equipes que prestam assistência ao paciente, incluindo a equipe médica. Foi realizado revisão da literatura sobre as possíveis ferramentas de comunicação, e a SBAR foi escolhida para uso padrão no HC, devido sua praticidade e efetividade. Resultados: Foi realizado um mapeamento em diferentes áreas do HC, através de auditoria presencial, utilizando um formulário online com os seguintes levantamentos: 1.Se no setor é utilizado algum tipo de instrumento padronizado de passagem de plantão; 2.Se o profissional entende que a ferramenta SBAR facilita a passagem de plantão; 3.Quais os pontos positivos e negativos que se destaca da ferramenta SBAR para o setor/equipe; 4.Quais sugestões o profissional daria para melhorar, adequar ou criar documentos institucionais de passagem de plantão. Após compilar as respostas, foi possível identificar a carência de informações sobre a ferramenta SBAR, bem como a ausência de um instrumento padronizado para a Passagem de Plantão na maioria das unidades. Em paralelo às ações de auditorias, a construção de um instrumento baseado na ferramenta de comunicação SBAR foi realizada. A equipe de fisioterapia apresenta-se mais adiantada no processo de construção e utilização, mantendo propostas de sugestões e melhorias. A equipe de enfermagem encontra-se no momento de alteração do instrumento construído, considerando as sugestões levantadas pelos profissionais, com maior compreensão das especificidades de cada setor, a fim de construir um instrumento padronizado para as diferentes unidades assistenciais. Conclusão: O processo para construção de um instrumento de Passagem de plantão, baseado na metodologia estruturada de comunicação - SBAR, é um desafio para o Time de Comunicação Efetiva, pois há culturas a serem mudadas e rotinas desconstruídas. Contudo, existe um reconhecimento por parte dos profissionais sobre a importância da passagem de plantão de forma que se garanta a continuidade e a segurança das ações de cuidado instituídas. Portanto, é possível afirmar que a implantação de um instrumento padronizado nas unidades assistenciais será um ganho para a equipe multiprofissional e para os pacientes.

PDF

Referências

Massoco ECP, Melleiro MM. Comunicação e segurança do paciente: percepção dos profissionais de enfermagem de um hospital de ensino. REME Rev Min Enferm. 2015;19(2):187-91. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1014. Acesso em: 8 set. 2022. NASCIMENTO, J. da S. G.; RODRIGUES, R. R.; PIRES, F. C.; GOMES, B. F. Passagem de plantão como ferramenta de gestão para segurança do paciente. Revista de Enfermagem da UFSM, [S. l.], v. 8, n. 3, p. 544–559, 2018. DOI: 10.5902/2179769229412. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/29412. Acesso em: 8 set. 2022.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Lilian Teixeira Dias Monteiro

Downloads

Não há dados estatísticos.