Banner Portal
Força-tarefa UNICAMP contra a COVID-19
PDF

Palavras-chave

Covid-19
Pandemias
Testes diagnósticos
Responsabilidade social

Como Citar

LEITE, A. D. Força-tarefa UNICAMP contra a COVID-19: Atuação da frente em ações sociais. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 4, p. e02200731, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/18022. Acesso em: 4 dez. 2023.

Resumo

Introdução: A Força Tarefa Unicamp (FTU) contra a Covid-19 foi estabelecida com objetivo de reunir profissionais, recursos e esforços da universidade para ajudar a combater a Pandemia. Nesse período, a Universidade saiu à frente desenvolvendo soluções que auxiliaram o sistema de saúde no diagnóstico da Covid-19, que incluiu a elaboração de teste local e habilitação do Hospital de Clínicas para realização de diagnóstico. A Frente de Ações Sociais da FTU estabeleceu parcerias no intuito de ampliar a testagem para identificação do vírus ativo (SARS-CoV-2), pelo exame de RT-PCR, em grupos sociais em situação de grande vulnerabilidade socioeconômica. O presente projeto teve por objetivo realizar ações de testagem para diagnóstico dos portadores, monitoramento dos infectados, orientação e promoção da saúde. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência que descreve as ações realizadas, de abril de 2020 a dezembro de 2021, pela Frente de Ações Sociais da FTU, que abrangeu a realização de testes de RT-PCR para diagnóstico dos portadores de SARS-CoV-2 e testes rápidos detectar a presença de anticorpos (IgG e IgM), monitoramento dos infectados, orientação e promoção da saúde. Resultados: Neste período, a Frente de Ações Sociais realizou ações no município de Campinas e em diversos municípios do Estado de São Paulo, totalizando mais de 10 mil exames RT-PCR e 10 mil testes para detectar a presença de anticorpos. Todos os casos de Covid-19 identificados receberam o diagnóstico por telefone, foram orientados quanto às medidas sanitárias e notificados à autoridade sanitária através do sistema e-SUS Notifica. A estratégia de testagem em larga escala, visando o diagnóstico precoce, quarentena dos casos leves identificados, bem como dos contactantes, e cuidado adequado dos casos graves, tem sido revisada e indicada como medida eficiente para o controle da pandemia em vários países do mundo. Sem uma ampla cobertura de testes, não é possível traçar a evolução epidemiológica e temporal da pandemia. Os testes permitem a identificação e orientação dos indivíduos contaminados, bem como orientar familiares e pessoas do círculo de contato para medidas de isolamento e de testagem, evitando novas cadeias de contágio. Do ponto de vista dos formuladores de políticas de saúde e tomadores de decisão, o mapeamento da adequação da capacidade de carga do sistema nos estados e municípios depende do cálculo diário do número casos confirmados e dos óbitos atribuídos à covid-19. Conclusão: Além da importância sanitária, deve-se ressaltar que a extensão, como um dos pilares indissociáveis da universidade, objetiva fortalecer a relação com a sociedade, promovendo conhecimento e benefícios mútuos entre as partes. Portanto, fica evidenciado que a extensão é necessária para a relação universidade-comunidade e que ações como a da Frente de Ações Sociais promovem o intercâmbio de conhecimento e legitimam o papel da Universidade perante a comunidade ao seu entorno.

PDF

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19 - PNE-Teste. Brasília, DF, 2021. Acesso em 26 de julho de 2022. Disponível em: https://www.gov.br/saude/ptbr/centrais-de-conteudo/publicacoes/cartilhas/2021/plano-nacional-de-expansao-da-testagem-para-covid-19.pdf/view.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 https://creativecommons.org/licenses/by/4.0

Downloads

Não há dados estatísticos.