Banner Portal
Confecção de placas de sinalização de informação dentro da Unidade de Terapia Intensiva através de imagens ilustrativas
PDF

Palavras-chave

Procedimentos
Informação
Paciente

Como Citar

DIAS, Bruna et al. Confecção de placas de sinalização de informação dentro da Unidade de Terapia Intensiva através de imagens ilustrativas. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 2, p. e0220714, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/17985. Acesso em: 16 abr. 2024.

Resumo

Introdução: A ilustração é uma imagem utilizada para acompanhar, interpretar, explicar, acrescentar uma informação ou até mesmo sintetizá-la, onde tem o dever de se manifestar em aparência e configuração, a representação visual do tema pretendido. Faz-se necessário compreender e utilizar adequadamente os recursos visuais para sua construção. Objetivo: Através das imagens é possível fornecer dados brutos e sucintos produzindo um plano de comunicação efetiva e visual, de fácil acesso e baixo valor financeiro. Metodologia: Foram utilizadas impressões coloridas em tamanho A4, com imagens ilustrativas referente a cada informação transmitida. As impressões foram plastificadas para que ao sinalizarem o leito, sejam higienizadas diariamente, conforme protocolo institucional. Todas as placas possuem escrito a palavra "ATENÇÃO", para que a informação seja reforçada. Resultados: Foram confeccionadas 6 modelos de placas com as seguintes informações: Atenção alergia alimentar, Atenção alergia à medicação, Atenção evitar decúbito dorsal, Atenção não puncionar e não aferir pressão arterial (Fístula artério-venosa), Atenção não puncionar e não aferir pressão arterial (Catéter central de inserção periférica), Atenção Jejum. As placas relacionadas a alergia (alimentar e medicamentosa) previnem o risco de uma reação alérgica e complicações severas decorrentes da administração de alimentos ou medicações não tolerantes pelo paciente. A placa para evitar decúbito dorsal é sinalizada aos pacientes que possuem lesão por pressão em região dorsal e reforça a importância da diminuição dos pontos de pressão nessa região, promovendo uma recuperação mais rápida da lesão a ser tratada. As placas de não puncionar e nem aferir pressão arterial (catéter e fístula), são de reforço para evitar possíveis complicações como rompimento e colabamento, tanto do catéter quanto da fístula, trazendo prejuízos direto ao paciente. A placa de jejum, reforça a informação do jejum para realização de procedimentos que necessitem de esvaziamento gástrico com o objetivo de prevenir broncoaspiração ao paciente. Conclusão: O uso de imagens ilustrativas através das placas de sinalização é uma ferramenta de reforço à informações importantes que, se perdidas em um dado momento, podem trazer prejuízos ou atrasos na recuperação e tratamento do paciente. O baixo custo e a efetividade de uma forma simples e direta, trouxeram benefícios, reforçando informações específicas e precisas à beira leito do paciente na unidade de terapia intensiva.

PDF

Referências

Bruzzo, C. (2004). Biologia: Educação e Imagens. Análise das práticas pedagógicas. Educação & Sociedade [online], vol. 25, 89. 1359-1378.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Bruna Dias

Downloads

Não há dados estatísticos.