Banner Portal
Implantação do teste rápido de antígeno como estratégia para a gestão da demanda de Covid-19
PDF

Palavras-chave

Teste rápido de antígeno
Covid-19
Atenção á saúde

Como Citar

ESPÍRITO SANTO, Rogério Terra do et al. Implantação do teste rápido de antígeno como estratégia para a gestão da demanda de Covid-19. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 4, p. e0220873, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/17880. Acesso em: 26 maio. 2024.

Resumo

Introdução/Objetivo: No início de 2022, com o aumento da covid-19 pela variante Ômicron e com a gripe sazonal, houve uma procura maior por atendimento nos serviços de saúde. O Centro de Saúde da Comunidade - CECOM, mesmo com toda a equipe de clínicos direcionada para este fim, ultrapassou o limite de sua capacidade diária de recursos físicos e de profissionais, gerando a possibilidade de dispensa de usuários sem atendimento. Diante disso, a Coordenação do CECOM, que acompanha em tempo real os dados de atendimentos gerados na assistência e na vigilância, identificou a necessidade de se adotarem medidas para reorganização dos fluxos de atendimento, priorizando-se e garantindo a assistência aos casos positivos de covid-19 e aos grupos de maior risco de complicações geradas por Síndrome Respiratória Gripal (SRG). Metodologia: Estudo descritivo sobre a reorganização do fluxo de atendimento e implantação do teste rápido de antígeno (TRAg) para covid-19 no CECOM em 29/06/22. As ações implantadas foram: 1- Adaptação de dois contêineres para a realização dos TRAg e RT-PCR; 2- Redimensionamento da equipe multiprofissional; 3- Reorganização do fluxo de atendimento: Pessoas com TRAg positivo e pessoas com TRAg negativo classificadas como "Grupo Especial" (idade igual ou superior a 60 anos, comorbidades, ou que necessitem de atestado médico e/ou atendimento): encaminhamento para atendimento médico. Pessoas com sintomas leves e resultado negativo: orientações sobre medidas de isolamento e cuidado relacionados à SRG, laudo e afastamento de 4 dias. 4- Implantação do TRAg com coleta de RT-PCR conforme protocolo (Anexo 1). Resultados: Foram realizados 2908 TRAg para covid-19 em pessoas com SRG, sendo 617 com resultado positivo e 2291 com resultado negativo. Todos aqueles com resultado negativo coletaram amostras de teste molecular RT-PCR em tempo real para covid-19, gerando-se 180 resultados positivos e 2111 resultados negativos, conforme apresenta a tabela. Das 2908 pessoas que procuraram o CECOM com SRG no período de 29/06/2022 a 31/08/2022, 1742 (59%) passaram por consulta médica, sendo 617 com resultado de TR positivo e 1125 com TR negativo que faziam parte do "Grupo Especial". Laudo com o resultado do teste foi entregue para as 1238 (41%) pessoas com TRAg negativo que não passaram por consulta médica, além de serem dadas orientações sobre medidas de isolamento e cuidado relacionados à SRG, e afastamento de 4 dias. Conclusão: A mudança no fluxo de atendimento dos casos de SRG com o uso do TRAg mostrou-se adequada desde as primeiras semanas de sua implantação. Houve diminuição de 41% na demanda para atendimento eventual, e foi reduzido o tempo de espera. Permitiu-se, ainda, a abertura de mais agendas da clínica médica para atendimento de outros agravos, diminuindo-se, assim, a demanda reprimida.

PDF

Referências

Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise em Saúde e Doenças não Transmissíveis. Guia de vigilância epidemiológica Brasil. Emergência de saúde pública de Importância nacional pela Doença pelo coronavírus 2019 – covid-19 [recurso eletrônico] / Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde. – Brasília : Ministério da Saúde, 2022. Disponível em : https://www.gov.br/saude/pt-br/centrais-de-conteudo/publicacoes/guias-e-manuais/2021/guia-de-vigilancia-epidemiologica-covid-19-3.pdf/view

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Rogério Terra do Espirito Santo, Edite Kazue Taninaga, Hamilton Bertan, Inajara de Cássia Guerreiro, Leila Tassia Pagamicce, Lila Lèa Cruvinel, Maria Helena Postal Pavan, Rose Clélia Grion Trevisane, Rosemeire Aparecida Jonior Ferreira, Luciano Santiago Vicentini, Patricia Helena Vanti Macedo Correa, Paula Próspero Borelli Bortoletto, Carla Rodrigues da Silva, Claudia Cristiane da Costa, Elaine Cristina Paixão de Oliveira, Rosane Pereira Navarro, Tatiane Freitas da Mata, Marlene Silvestre Fonseca dos Santos, Célia Lúcia Vieira e Silva de Souza, Aline Mariana Bellani de Oliveira, Marta Farias de Oliveira, Gislaine de Oliveira, Denise Cristina da Silva Padilha, Priscila Fernandes Souza Oliveira, Adriana Cristina Magossi, Ricardo Lopo da Silva

Downloads

Não há dados estatísticos.