Banner Portal
Ambiente recreativo para crianças atendidas no Ambulatório de Dermatologia no Hospital das Clínicas da Unicamp
PDF

Palavras-chave

Ambulatório
Recreação
Brincar
Humanização

Como Citar

SOUZA, C. A. A. de; OLIVIERI, M.; FERREIRA, P. B.; LACERDA, R. P.; MATIAS, S. R. F.; REIS, T. C. F. dos. Ambiente recreativo para crianças atendidas no Ambulatório de Dermatologia no Hospital das Clínicas da Unicamp. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 3, p. e0220864, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/17848. Acesso em: 29 fev. 2024.

Resumo

Introdução/Objetivo: No período de janeiro a julho de 2022, foram atendidas no Ambulatório de Dermatologia 366 crianças, em uma média de 61 crianças atendidas/mês. O tempo de espera do atendimento das crianças é de 2 a 3 horas para ser atendida, devido às particularidades da especialidade. Como a sala de espera não é adaptada para o crescente fluxo de atendimento infantil, vimos a necessidade de implantar um projeto para a faixa etária de 0 a 12 meses e seus familiares, com o objetivo de melhorar a experiência das crianças atendidas por meio de um ambiente criativo, divertido e acolhedor durante o tempo de espera para consulta médica. Metodologia: Foi escolhido o local mais apropriado na sala de espera do Ambulatório, onde as crianças e seus familiares aguardam o atendimento médico. Personalizamos o armário com temática infantil para despertar o interesse das crianças e utilizamos papel impermeável para o revestimento , com a finalidade de garantir higiene e limpeza do mesmo. Através da ação da equipe de enfermagem do ambulatório, foram arrecadados os brinquedos, livros, lápis de cor e móveis infantis como : pufes, cadeiras e mesas , mais adequados, levando em consideração a faixa etária para segurança das crianças. Elaboramos um fluxo de trabalho para garantir a higiene e manutenção da área e dos materiais. Resultados: - Melhora da experiência no atendimento ao público infantil e seus familiares; - Diminuição da ansiedade durante o tempo de espera; - Maior interação profissional - paciente, facilitando a realização de procedimentos , coleta de exames ,biopsia para diagnósticos precisos, proporcionando um atendimento de qualidade e humanizado; - Possibilidade de aplicar atividades lúdicas no contexto hospitalar; - Maior adesão ao tratamento médico proposto; - Acolhimento dos pais e familiares fortalecendo ainda mais a confiança da família com relação a equipe; - Melhora da comunicação e compreensão dos pais ou responsáveis do paciente; - Diminuição do absenteísmo; - Desmitificar o ambiente hospitalar como local de dor e sofrimento. Conclusão:O espaço adaptado às necessidades do público infantil proporcionou um ambiente mais descontraído, humanizado e divertido para as crianças, preenchendo o tempo ocioso durante a espera de atendimento. Com isso esperamos reduzir os sentimentos de medo e ansiedade durante as consultas médicas, tornando esse momento mais leve e acolhedor.

PDF

Referências

Mello CO, Goulart CMT, Ew RA, Moreira AM , Sperb TM. brincar no hospital: assunto para discutir e praticar. Psicol: Teoria Pesq 1999 jan-abr: 15(1): 65-74.

Costa-Junior AL, Coutinho SMG, Ferreira RS. Recreação planejada em sala de uma unidade pediátrica: efeitos comportamentais. Paidéia. 2006:16933):111-8 .

Sacchetto KK. Brinquedo apropriado para cada idade.[citado em: 21 jan 2005]. Disponível em: URL: http: //muler.terra.com.br/maesefilhos/interna/0,,OI387361-E14104,00.html. Acesso em: 23-04-10.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Cilene Aparecida Alves de Souza, Monique Olivieri, Paula Bersan Ferreira, Renalda Pereira Lacerda, Simone Regina Floriano Matias, Tereza Cristina Faustino dos Reis

Downloads

Não há dados estatísticos.