Banner Portal
Núcleo de avaliação de tecnologias em saúde
PDF

Palavras-chave

Avaliação da tecnologia biomédica
Acesso a medicamentos essenciais e tecnologias em saúde
Política nacional de ciência e tecnologia em saúde

Como Citar

RIBEIRO, Mayra Carvalho; INÁCIO, Vitória Rodrigues; CORREA, Carlos Roberto Silveira; CONTERNO, Luciene de Oliveira; ROSCANI, Alessandra Nazareth Cainé Pereira; MAIA, Flávia de Oliveira Motta. Núcleo de avaliação de tecnologias em saúde: estrutura de apoio para tomada de decisões baseada em evidências. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 1, p. e0220056, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/17817. Acesso em: 22 maio. 2024.

Resumo

Introdução: A Avaliação de Tecnologias em Saúde (ATS) é um processo multidisciplinar que auxilia na determinação do valor e das consequências da utilização de uma tecnologia em saúde (O’ROURKE, 2020). Objetivo: O objetivo é informar os gestores para que a tomada de decisões seja baseada em evidências científicas. O Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde (NATS) é o responsável por articular, de forma organizada, o conjunto de ações em ATS desenvolvidas no HC Unicamp, subsidiando a equipe de gestores a decidir sobre a incorporação, uso racional ou abandono de tecnologias, de acordo com as diretrizes do SUS. Metodologia: A metodologia de revisão sistemática é utilizada para a síntese de evidências sobre eficácia e segurança das tecnologias demandadas pela alta gestão. Além desta síntese, o parecer contempla: informações sobre a condição de saúde, a indicação da tecnologia, custos e ressarcimento pelo SUS, recomendações de outras diretrizes ou agências internacionais de ATS. Resultados: Entre 2021 e julho de 2022, foram elaborados 34 pareceres. Destes, 79,4% estão relacionados a medicamentos e 55,9% foram demandados pela Coordenadoria de Assistência. As avaliações são utilizadas principalmente para subsidiar a compra eventual de produtos para atendimento de pacientes específicos (32,4%), seguida de solicitações de padronização de tecnologias no estoque (29,4%). O custo total das tecnologias avaliadas foi de R$1.048.723,85, com mediana de R$31.905,85 por tratamento. Em relação aos resultados dos pareceres, 43,8% foram contrários à utilização da tecnologia solicitada por falta de evidências científicas que corroborassem seu uso ou incorporação. Cada parecer conta com a participação de quatro pessoas em média, podendo incluir alunos de graduação, residentes, docentes e profissionais do HC. Conclusão: O NATS fornece apoio para a decisão sobre a alocação de recursos públicos para a aquisição de tecnologias. Os pareceres elaborados fornecem subsídios para que esta tomada de decisão seja baseada em evidências científicas obtidas de modo sistematizado e transparente. Além disso, a participação de diferentes colaboradores na elaboração dos pareceres é uma estratégia de disseminação dos conceitos de ATS para estudantes e profissionais do HC.

PDF

Referências

O’ROURKE, Brian; OORTWIJN, Wija; SCHULLER, Tara. The new definition of health technology assessment: A milestone in international collaboration. International Journal of Technology Assessment in Health Care, v. 36, n. 3, p. 187–190, 13 jun. 2020.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Mayra Carvalho Ribeiro, Vitória Rodrigues Inácio, Carlos Roberto Silveira Correa, Luciene de Oliveira Conterno, Alessandra Nazareth Cainé Pereira Roscani, Flávia de Oliveira Motta Maia

Downloads

Não há dados estatísticos.