Banner Portal
Comparação da incidência de fatores de risco e doenças crônicas não transmissíveis entre servidores públicos A
PDF

Palavras-chave

Fatores de risco
Doenças crônicas
Servidores

Como Citar

ZAMAI, C. A.; BANKOFF, A. D. P.; PERES, C. M. Comparação da incidência de fatores de risco e doenças crônicas não transmissíveis entre servidores públicos A: através de avaliação longitudinal. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 3, p. e0220037, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/17770. Acesso em: 2 mar. 2024.

Resumo

Introdução: Houve no Brasil diversas transformações sociodemográficas e econômicas que ocasionaram relevantes mudanças no estilo de vida da população e um declínio progressivo da prática de atividades físicas e aumento do etilismo e tabagismo. Objetivo: Avaliou-se num estudo longitudinal a prevalência dos fatores de risco e doenças crônicas não transmissíveis nas avaliações físicas e anamnese dos servidores administrativos e da saúde. Outro fator relevante é que durante o período de restrição social, foi relatada diminuição da prática de atividade física e aumento do tempo em frente a telas, da ingestão de alimentos ultra processados, do número de cigarros fumados e do consumo de bebidas alcoólicas. Metodologia: Foram avaliados através da ficha de anamnese, aferições e avaliações físicas desenvolvidas no Programa Mexa-se nos anos mencionados e aplicada na inscrição antes do inicio das praticas no programa. A pesquisa abrangeu as áreas de saúde e administrativa grupos 1 a 6, totalizando 1.123 servidores no período de jan./2017 à fev./2019, sendo os dados tabulados de acordo com os grupos. O "TCLE" foi assinado pelos servidores antes das avaliações. Resultados: Em relação ao histórico de doenças, fatores de risco e hábitos de vida dos avaliados da área da saúde (masculino e feminino), nota-se apontamentos importantes e preocupantes em relação aos problemas cardíacos, hipertensão arterial, etilismo e hipertireoidismo, além de outros fatores de risco e doenças crônicas. Analisando os dados em % na área da saúde verificou-se: problemas cardíacos 18,6, hipertensão arterial 16,0, artrite 4,6, artrose 5,3, tabagismo 4,6, etilismo 6,0, hipertireoidismo 6,6; na área administrativa em %, problemas cardíacos 18,6, hipertensão arterial 14,6, tabagismo 4,0, etilismo 7,3, hipertiroidismo 8,0. Houve apontamentos (%) de dores de cabeça 12,5 e 9,5; nas costas 13,5 e 14,0; dor nos braços 14,0 e 11,5; nos membros inferiores 12,5 e 11,5 quando comparadas as áreas de saúde e administrativo. Conclusão: Verificam-se incidências de: problemas ortopédicos, hipertensão arterial, etilismo, tabagismo, hipertireoidismo, problemas cardíacos, artrose, artrite. Nota-se a necessidade de criar ações de prevenção e tratamento destes fatores e doenças, tendo em vista que representam um subgrupo populacional com maior fator de risco à saúde. Ações específicas devem despertar atenção da universidade, focando no bem estar, na saúde e na qualidade de vida dos servidores, criando-se um programa de QVT na DGRH.

PDF

Referências

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAÚDE. Plano de reorganização da atenção à hipertensão e ao diabetes mellitus. Brasília, 2003.

IBGE. Obesidade entre adultos. Disponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/saude-e-vigilancia-sanitaria/2020/10/pesquisa-do-ibge-mostra-aumento-da-obesidade-entre-adultos. Acesso em 11 de janeiro de 2022.

OMS/OPAS. Mundo tem mais de 700 milhões de pessoas com hipertensão não tratada. Disponível em: https://www.paho.org/pt/noticias/25-8-2021-mundo-tem-mais-700-milhoes-pessoas-com-hipertensao-nao-tratada. Publicada em 25 de agosto de 2021. Acesso 11 de janeiro de 2022.

ZAMAI, Carlos Ap.; BANKOFF, Antonia D.P. Programa de Convivência, Atividade Física e Saúde: exercício físico, atividade física e inclusão. Campinas: Print Master, 2019.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Carlos Aparecido Zamai, Antonia Dalla Pria Bankoff, Claudia Maria Peres

Downloads

Não há dados estatísticos.