Banner Portal
Estratégia adotada para orientação ao paciente do setor de imagem de hospital universitário durante a pandemia de Covid-19
PDF

Palavras-chave

Radiologia
Enfermagem
Paciente
Orientações
Covid-19

Como Citar

SANTOS, Regiane Azevedo dos; MALTA, Mônica Alexandre. Estratégia adotada para orientação ao paciente do setor de imagem de hospital universitário durante a pandemia de Covid-19. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 4, p. e0220036, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/17769. Acesso em: 28 maio. 2024.

Resumo

Introdução: No setor de imagem do HC (tomografia/ultrassom/RX) existe grande circulação de pessoas, tendo em vista que a maior parte dos exames necessita de orientação prévia aos pacientes sobre preparos, exames complementares necessários, etc., e lá são atendidos todos os ambulatórios, UIA, UTIs, UER, Hospital Dia e Cecom. Objetivo: O objetivo desta ação foi reduzir a circulação de pessoas no HC, em especial neste setor, durante a pandemia de covid-19, sem prejuízo aos pacientes, e considerando o número reduzido de funcionários, alocados preferencialmente no combate à pandemia. Metodologia: Foi disponibilizada uma linha telefônica para os pacientes com necessidade de orientação acerca dos exames realizados no setor. A orientação foi realizada por funcionário da enfermagem capacitado, com amplo conhecimento sobre os exames, e com grande comprometimento, a fim de enfrentar as possíveis dificuldades provenientes com a mudança do processo, considerando-se as existentes inclusive na orientação presencial. Resultados: No período de março/20 a julho/21 foram realizados 4303 atendimentos de enfermagem exclusivamente por telefone acerca do preparo de exames. Contrariando expectativas ruins, o resultado foi extremamente positivo: a taxa de cancelamento de exames por preparo inadequado e/ou falta de preparo foi de apenas 0.35%. Acredita-se que os principais fatores que influenciaram para o sucesso da nova estratégia foram: única pessoa responsável pelas orientações, tonando-se referência para os pacientes e estando ciente de todos os pormenores, fazendo a ponte entre paciente e ambulatório quando foi necessário; paciência e dedicação por parte do profissional para fazer dar certo; e o envolvimento participativo neste processo de cuidado pelo paciente, seus familiares, ou pessoas indicadas, por diversas vezes acionados quando se tratava de população menos esclarecida ou idosos. Em razão do sucesso, esse método de orientação permanece em algumas situações, mesmo com o retorno das atividades presenciais. Isso demonstra o quanto a equipe está comprometida com a responsabilidade social. Conclusão: Durante a pandemia de covid-19 todos precisaram se reinventar, buscar alternativas antes impensadas para enfrentá-la da melhor maneira possível. Contribuir de alguma forma para o sucesso desse projeto foi muito satisfatório, e demonstrou boa capacidade de adaptação da equipe quanto à recriação das ações executadas rotineiramente. O objetivo foi cumprido, com exames sendo realizados com orientações e preparos corretos, e com índice quase nulo de cancelamentos por erro e/ou falta de preparo.

PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Regiane Azevedo dos Santos, Mônica Alexandre Malta

Downloads

Não há dados estatísticos.