Cuidados paliativos em pacientes oncológicos

percepções e reflexões sobre a prática do psicólogo hospitalar

Autores

  • Ana Luiza Teixeira Universidade Estadual de Campinas
  • Érika Hopka Yassuhara Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i7.11382

Resumo

O câncer é reconhecido como um problema de saúde pública, estimando-se, segundo o INCA, a ocorrência de 600 mil casos novos no Brasil em 2018-2019. Diante da necessidade de uma nova forma de gestão de atendimento aos pacientes oncológicos, os Cuidados Paliativos vem ganhando destaque, sendo desenvolvidos a partir das necessidades do paciente, principalmente quanto ao controle da dor e do sofrimento referente ao enfrentamento de uma doença ameaçadora à vida. Considerando a importância dos aspectos psicológicos neste contexto, buscou-se descrever a atuação do psicólogo hospitalar nos cuidados paliativos na oncologia para trazer elementos que possam contribuir para a compreensão da prática do psicólogo e promover reflexões sobre os limites e possibilidades da atuação deste profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Luiza Teixeira , Universidade Estadual de Campinas

CAISM - Hosp.da Mulher Prof.Dr.José Aristodemo Pinotti-CAISM; DAAP - Diretoria da Divisão de Apoio a Assistência e Pesquisa; SEPSIC - Seção de Psicologia.

Érika Hopka Yassuhara, Universidade Estadual de Campinas

CAISM

Downloads

Publicado

2019-10-08

Como Citar

TEIXEIRA , A. L. .; YASSUHARA, Érika H. Cuidados paliativos em pacientes oncológicos: percepções e reflexões sobre a prática do psicólogo hospitalar. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 7, p. e019265, 2019. DOI: 10.20396/sinteses.v0i7.11382. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/11382. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)